Virado à paulista



Ao contrário do que muita gente tem apregoado e do que fazem crer certos presidentes de federações, os paulistas não têm voz única sobre a situação de Ricardo Teixeira e os rumos da CBF e do futebol brasileiro.

São Paulo e Palmeiras querem José Maria Marin como substituto de Teixeira, caso o dirigente deixe a confederação, com Marco Polo del Nero como secretário-geral. E gostariam de ver Andrés Sanchez e Mano Menezes fora da seleção.

O Corinthians já não. Prefere, como não poderia deixar de ser, Andrés Sanches como o novo comandante da entidade. Para isso, porém, precisaria de uma virada de mesa ou de Marin como fantoche e Andrés e não Del Nero como secretário-geral.

O Santos ainda não se manifestou, mas tem sido assediado pelas federações gaúcha e baiana, assim como a Lusa e a Ponte. A Portuguesa, porém, tem sido leal a Andrés, amigo de seu presidente, Manuel da Lupa e não deve fechar com os gaúchos e baianos nem com Del Nero. A Ponte já tende a ficar ao lado do presidente da Federação Paulista de Futebol. O que só mostra que mesmo os paulistas não se entendem e seguem divididos quando o assunto é o futuro da CBF.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo