Cadê Pelé?



Não é só o Comitê Organizador Local que tem dado trabalho à Fifa justamente pela falta de organização e especialmente pela falta de um interlocutor para tratar com a entidade.

No governo federal a cúpula da Fifa tem reclamado que tampouco encontra alguém, especialmente no Ministério do Esporte, com quem possa conversar sobre os preparativos _ou a falta deles_ para o Brasil receber a Copa.

Assim como Ronaldo e Bebeto, que parece que não sabem o que estão fazendo no COL e dão a impressão de desconhecer o andamento das obras e da organização para o Mundial, Pelé, como “embaixador” do país para o Mundial de 2014, é considerado um fiasco.

Nem aos grupos de trabalho dentro e fora do Brasil tem comparecido para discutir a Copa. Quando representantes da Fifa são enviados ao país para verificar o que está sendo feito sobre a Lei Geral da Copa, até agora não votada e que segue gerando polêmica, sobre mobilidade urbana, setor aeroportuário, hotelaria e segurança, para ficar em apenas cinco pontos, Pelé costuma se ausentar. Sem dar explicações.

Como Ronaldo, no COL, o ex-jogador até agora não disse a que veio. “Joga” com o nome. Para inglês ver. Mas ao contrário de Ronaldo e agora Bebeto, Pelé não é responsabilidade de Ricardo Teixeira. É um nome de Dilma Rousseff, o que mostra que más indicações não são prerrogativa e exclusividade do COL. A bagunça, o improviso e a falta de organização e planejamento são gerais quando o assunto é a Copa de 2014. E a das Confederações, que já é no ano que vem.



MaisRecentes

Lucas Lima abalado



Continue Lendo

Rodriguinho fora?



Continue Lendo

A aposta do Santos



Continue Lendo