BMGzão e o Corinthians



A direção do banco BMG voltou a dizer que não tem interesse em adquirir o nome do estádio do Corinthians por acreditar que não pegaria. Dificilmente o torcedor passaria a chamá-lo de “BMGzão”, quando o apelido Itaquerão ou Fielzão já está disseminado entre o público.

A direção corintiana, que espera definir nas próximas semanas a venda dos “naming rights” por valor superior a 200 milhões de reais, lamenta e pede para a imprensa não continuar chamando o estádio pelo apelido popular. Prefere um nome neutro, como Arena Corinthians. Assim que for repassado a alguma multinacional, banco ou o que for, que a mídia passe a se referir ao local pelo nome que o novo parceiro quiser.

O grupo LANCE!, que no início chamava a arena de Itaquerão ou Fielzão, atendeu e passou a chamar o estádio de Arena Corinthians, já que se referia ao do Atlético-PR como Kyocera Arena, para ficar apenas em um exemplo, embora o nome nunca tenha caído no gosto popular.

Já tratei uma vez do assunto, quando o L! ainda se referia ao estádio corintiano pelo apelido, e pessoalmente discordo da decisão do grupo, que é uma decisão editorial. Respeito, acato, vou seguir a norma, claro, mas se perguntarem a minha opinião ela segue a mesma. Não acho que caiba à imprensa chamar o estádio por um nome neutro para ajudar a vendê-lo a terceiros. Acho que ela deveria tratá-lo pelo nome que os torcedores, em geral, chamam o estádio, que é pelo apelido ou um dos dois apelidos que caíram no gosto popular.

Chamamos o estádio do São Paulo de Morumbi, o do Rio de Maracanã, embora os nomes oficiais sejam outros. Não foram vendidos para bancos ou multinacionais? Não, mas esse não é um problema nosso. É do administrador do estádio.

Quanto mais demorar para vender os “naming rights” maior a chance de o apelido Itaquerão ou Fielzão colar e não sair mais. E maior a chance de a pedida do Corinthians diminuir. Mas esse é um problema do clube, não da imprensa. Pelo menos vejo assim, embora a direção do L! veja de maneira diferente e não vou contrariá-la neste sentido. Mas que minha visão é outra, é. Uma boa quarta-feira (de Cinzas) a todos, João



MaisRecentes

Elogios a Felipão



Continue Lendo

Os rivais do São Paulo



Continue Lendo

O discurso de Tite



Continue Lendo