Gisele, a mídia e o Super Bowl



Gisele Bundchen, que voltou a desfilar ontem em Nova York após a polêmica em que se envolveu no Super Bowl, o principal evento esportivo dos Estados Unidos, continua perseguida pela mídia.

Provocada por um torcedor do Giants, que vencera os Patriots, onde joga seu marido, Tom Brady, Gisele respondeu que ele não pode jogar a bola e pegá-la ao mesmo tempo. Foi “acusada” de estar responsabilizando os outros jogadores do time de Boston pela derrota no Super Bowl.

Cada um contextualiza como pode ou como quer. Inclusive eu. Entendi de outra forma. Quando fez o desabafo e respondeu a provocação do fã do Giants, que dizia que Brady fora humilhado por um jogador do time de NY, Gisele apenas lembrou, bastante irritada, que seu marido faz parte de uma equipe. E não pode ter sido “humilhado” sozinho, já que o jogo não é individual, mas coletivo. E que o time todo errou, o que faz parte do esporte.

O episódio me lembrou um outro, que até acho que já citei neste blog, que presenciei em Sydney, durante os Jogos de 2000. O time masculino de basquete dos Estados Unidos vencera apertado a Lituânia, em jogo que teve até briga nas arquibancadas. Na saída, com a torcida contra e a cabeça quente, ninguém pode dar declarações à imprensa. Os jogadores são orientados _e obrigados_ a ir para o vestiário, tomar banho, esfriar literalmente a cabeça e só depois vão se pronunciar, a fim de medir as palavras.

Os jornalistas reclamavam. Diziam que, de cabeça fria, saem declarações de praxe. Mas quando alguns acham que sai algo diferente, como até pode ter acontecido com Gisele, embora eu não tenha visto assim, vão com tudo para atacá-la. Como se mulher bonita não pudesse dar sua opinião ou responder a provocação de um torcedor. E até que ela respondeu com educação, mesmo tendo soltado um “porra”, se não estou enganado. E o “porra” nem foi para o torcedor, foi quando se referiu à bola do jogo que seu marido não poderia jogar e pegar ao mesmo tempo.



  • Maurício

    Janca, gosto de seus textos, mas nesse caso você errou. Os americanos fazem bem de evitar que os jogadores dêem entrevista sem pensar ou de cabeça quente. Não têm como controlar as mulheres dos jogadores. A Gisele Bundchen conhece a imprensa e não deveria ter falado nada porque deixou o marido numa saia justa. Ela é uma estrela como ele, ganha milhões, tem que ter responsabilidade e só falar o que deve. Nesse caso as críticas que recebeu são mais do que merecidas. Abs. Maurício (gostei da sua coluna sobre a parcialidade da mídia)

  • janca

    Obrigado, Maurício, mas neste caso discordamos, então. Também acho válido os norte-americanos evitarem que os atletas façam declarações com cabeça quente, mas a Gisele Bundchen não estava dando entrevista para a imprensa, estava rebatendo provocação de um torcedor rival. O fato de ela ganhar X ou Y não é problema nosso, não é por isso que ela deve seguir um script. Quem ganha X ou Y também é gente, erra, acerta e sinceramente não vi nada demais no que ela falou pra ter sido tão criticada. Abs. pra você e boa segunda, Janca

    • Maurício

      Janca, pense bem. 1) Ela é uma figura pública porque quer, depende da mídia. 2) Quem depende da mídia tem que se comportar direitinho. 3) Você pode não ter visto nada de mais grave no que ela falou mas os companheiros do marido dela viram. Gerou crise no time. Neste caso não tenho dúvidas de que ela errou.

      • janca

        Não vamos chegar a um consenso, mas isso faz parte, Maurício. Continuo com minha opinião de que ela não fez nada de grave. É uma figura pública, tem uma relação ambígua com a imprensa, o que não deixa de ser natural. Se depende da mídia, a mídia depende dela também. Se não dependesse não estaria falando da modelo. Agora quando você fala que quem depende da mídia tem que se comportar direitinho, fico com uma dúvida: o que é se comportar direitinho pra um pode não ser pra outro. Ela falar o que pensa _e neste caso insisto que não falou nada de grave em discussão com um torcedor_ é um direito que lhe cabe. E não sei o que os companheiros de equipe do marido dela acharam. Não conheço nenhum pessoalmente e só vi declarações dos rivais. Um aliás foi infeliz, dizendo que ela deveria se calar e continuar bonita e depois pediu desculpas. Você pode ter certeza de que ela errou, eu não tenho. E ainda acho que não. Abs. de novo, Janca

        • Maurício

          Não vamos chegar a um acordo, eu tenho minha opinião, você tem a sua, neste caso acho que estou certo, Janca. Mesmo que não concorde comigo você deve concordar pelo menos que ela criou uma situação de mal-estar. Ou não?

          • janca

            Não, Maurício, será que não foi a imprensa que criou? Eu tenho minhas dúvidas… Abs.

          • Abraão

            Você da sua opinião e diz que esta certo, isso fica bem óbvio né.
            Agora discordo plenamente da sua colocação, e concordo com o Janca isso esta mais pra machismo e uma certa dose de incompreensão por ela ser brasileira, mas o fato em questão é que ela expressou a opinião dela, revoltada pela “zoação” em cima do marido dela, sendo que como citou o Janca o jogo é coletivo.

          • janca

            Fiquei com a mesma impressão que você, Abraão. Grande abraço e boa segunda, Janca

          • janca

            Ah! E que também acho que tem uma dose de machismo, tem. Abs.

  • Maurício

    Tá bom, cada um continua com sua opinião. Mas obrigado pela consideração de responder e debater mesmo não concordando comigo. Boa segunda pra você também

    • janca

      Valeu, Maurício, sempre que possível tento responder os comentários, pelo menos aqueles que “exigem” resposta. Às vezes não é possível ou demoro um pouco pra fazê-lo, mas quando consigo respondo, sim. Abração mais uma vez e ótima semana, Janca

  • Júnior

    O que a midia aprontou neste Super Bowl antes e depois do jogo com os jogadores, Técnico, e sobrou até para a Gisele não foi nada muito diferente do que o Vasco sofre em todos os confrontos decisivos contra o Flamengo aqui no Brasil.

    A mídia corporativa é igual em toda parte, e faz sentido pois pertencem aos mesmos aglomerados de poder.Portanto, João Carlos, entendo a intenção do seu texto, mas você pessoalmente já presenciou e compactuou muito este tipo de campanha nos seus tempos de funcionário global.

    • janca

      Em tempos de funcionário global é boa _rs. Acho que já presenciei e compactuei muito com este tipo de campanha, sim, a gente muda com o tempo. Ou não. Mas não em tempos de funcionário global, Júnior. Agora não entendi o que você quis dizer com o que o Vasco sofre (no caso de cobertura de imprensa, imagino) nos jogos decisivos com o Flamengo. Neste Super Bowl pude ver o que aconteceu com a Gisele, com técnicos e jogadores, não. Abs.

  • Nilú

    Bom dia João

    Quer saber minha opinião?
    Muito blábláblá por nada, foi apenas uma mulher defendendo seu homem, assim como poderia ser uma mãe, defendo seu filho…,vocabulário a parte, uma defesa de amor e nessas horas fica difícil seguir a razão, e dar um texto pré estabelecido, né?
    Mas essa polêmica toda só surgiu porque por ser com Gisele e Tom Brady, caso contrário, não teria todo esse falatório, eu acho!?!?
    Ou será que a intensão foi sido essa mesmo?
    Putz, agora pensando, fiquei na dúvida_rs
    Chuva combina com 2ªfeira_rs
    Nilú

    • janca

      Com certeza. A polêmica só foi porque se tratava da Gisele, se fosse a mulher de outro jogador não teria tido a mesma repercussão, Nilú. Boa segunda, João

  • Diego Alberto Santana

    Janca, eu acho que a Gisele falou o que não devia na hora errada e quem pode sofrer com isso é o marido dela.

    • janca

      Acho que nem uma coisa nem outra. Ela falou o que teve vontade, não foi nada demais e o marido dele, que é um baita jogador, vai tirar de letra. Abs. Diego, Janca

  • Régis

    Primeiramente, concordo que a mídia apenas comentou sobre isso por ser a Gisele e o Tom Brady, ambos estrelas épicas do que fazem e principalmente estrelas épicas em VENDA DE NOTÍCIA, afinal quem é a mulher do Brandon Jacorbs, Wes Wlker e outros?? Ninguém sabe, né! Aliás não é interessante para ninguém!!

    Agora mudando uma pouco mais a visão sobre o ocorrido. A Gisele errou no que comentou??
    Eu não só acho que ela tem total direito de falar o que quiser na saída de um jogo, acalorada por sentimentos passionais (igual a qualquer são paulino ou corinthiano uns tristes e outros alegres). Mas como acho que ela teve uma análise totalmente correta quanto ao final do jogo.

    No ultimo drive, faltando 5 minutos, com o título na mão:
    1-Wes Welker, o recebedor com mais recepções no time e na liga neste ano, não pegou a bola e que não estava impossível, pois ele mesmo já fez coisas mais dificeis.
    2- Rob Gronkowski, que quebrou o record de TDs feitos por um TE em um ano. Quem tem mais recepções e jardas que a maioria dos Wide receivers da liga toda. Não apareceu no jogo.
    Entre outros recebedores, que nos ultimos minutos tiveram bolas nas mãos e droparam simplesmente porque são uns FROUXOS, que tremeram igual vara verde.

    Elas estava certa, eles tremeram, e talvez se o Brady correce para receber os Pats tivessem ganhado.

    Ah, eu torço para o Bears e neste jogo não torci para ninguém, portanto não é reclamação de torcedor.

    • janca

      Pô, tô vendo que você é especialista no esporte, eu não sou, embora tenha gostado de ver a final _acabei vendo no dia seguinte. E torço pra… nenhum time (ou pros dois, porque adoro NY e Boston). Confesso que não conheço os Bears, pra ver o tamanho da minha ignorância. Valeu pelos comentários, Régis, abração, Janca

      • Régis

        kkkk, não perde muita coisa em não conhecer o Chicago Bears. Fazendo uma analogia ao futebol (soccer), o Bears é quase um Atletico paranaense, que até ganha uns joguinhos, mas na real, todo mundo sabe que não vai para os playoffs!!!rsrs
        Obrigado pela resposta, um abraço

  • BRUNO

    Nada a ver essa polêmica com a Gisele. Ela falou para as pessoas do lado dela, nao foi em uma entrevista nem nada, foi pega por um celular de algm. E criaram esse barraco ela foi ateh bem recatada pra algm fora das cameras.

    • janca

      Achei a mesma coisa. Pra alguém que não imaginava estar sendo filmada ela foi até recatada demais. Abração, Janca

  • Roberto Junior

    Janca, o problema é que ela poderia criar um mal-estar entre Brady e o restante do time.

    Além disso, sabemos – Gisele com certeza sabe – o quanto o confronto entre quarterbacks de renome é valorizado, ainda mais em ocasiões especiais feito o Super Bowl.

    Assim, seria melhor ter ficado quieta. As críticas ao marido foram apenas o chamados ossos do ofício – Também, né? O cara já é rico, tem uma mulher gata e não quer receber nem uma cornetadazinha? Vai arrancar minhoca no asfalto rsrsrsrs

    Abraço!

    • janca

      Risos. Mas ainda acho que quem criou o mal-estar foi a imprensa, que resolveu pegar no pé da Gisele. Abração, Janca

  • Alexandre

    Taí mais um momento Caras do esporte mundial. 😉
    O que divulgaram foi que ela disse: “My husband cannot fucking throw the ball and catch the ball at the same time. I can’t believe they dropped the ball so many times.”
    Se foi isso mesmo (podem ter distorcido), então acho que realmente falou bobagem, principalmente pela segunda frase.
    Mas também não foi nada demais, né, já que estava de cabeça quente e, mesmo sendo esposa de um jogador, é meramente uma torcedora.
    Já se algum dos profissionais envolvidos na partida, como o próprio Brady, tivesse dito isso, aí sim seria grave.

    • janca

      É o que acho, Alexandre, uma coisa seria se ele tivesse falado isso ou reclamado dos companheiros, outra é ela reagindo a uma provocação de um torcedor rival. Abração, Janca

MaisRecentes

Os preços da Seleção



Continue Lendo

O título do Timão



Continue Lendo

Tricolor acuado



Continue Lendo