Governo socorre Natal



Após nova visita oficial da Fifa ao Brasil, Natal segue a cidade que mais preocupa a entidade e corre sério risco de ser cortada para a Copa de 2014.

Além do estádio, que está atrasadíssimo, a avaliação é que nada foi feito em termos de mobilidade urbana e as obras nos terminais de passageiros e cargas do Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante não começaram nem têm data para iniciar.

Segundo autoridades locais, o aeroporto estará pronto antes do início do Mundial. As avaliações, porém, variam. Para alguns a reforma terminará 2 meses antes do início da Copa. Para outros, 15 dias antes.

Diante da situação, o governo Dilma Rousseff deve dar uma mãozinha ao consórcio Inframérica, controlado por uma empresa brasileira com participação de um grupo argentino e vencedor do leilão de licitação.

Nos próximos 18 meses a Infraero repassará até 100 milhões de reais para obras no estacionamento das aeronaves, enquanto o BNDES deve entrar na jogada, como acontecerá também em Guarulhos, Campinas e Brasília, cujos aeroportos também serão privatizados.

Em Natal o banco do governo deve dar um empréstimo de quase 500 milhões de reais para o Inframérica mexer no aeroporto, com juros que não ultrapassam os 10,5% ao ano. Um presente ao consórcio que venceu o leilão de privatização com o seu, o meu, o nosso dinheiro.



  • Felipe

    Tão de brincadeira. 15 dias antes da Copa? Era pra ter cortado Natal faz tempo. Alguém avisou o governo de lá que a Copa é aqui? Faltam dois anos. Depois dizem que esse país não é sério e tem gente que reclama.

    • Daniel

      Mesmo 2 meses antes é muito em cima. Obras de última hora dá nisso. Dinheiro à vontade, governo abre as torneiras e o povo que se dane. A Copa aqui vai ser pior que a da África.

      • janca

        Oi Felipe, oi Daniel, se a previsão otimista é de o aeroporto ficar OK dois meses antes da Copa e já falam em 15 dias antes ou até em entregar a obra depois, imaginem tudo o que vai acontecer… Deixar as obras, como fizeram, pra última hora beneficia alguns grupinhos, sim, e prejudica toda a sociedade. Abração pra vocês, bom final de semana, Janca

  • Fogão sadio

    noooooooooooooooooooooooooooooooooooooormalllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllll

    • Daniel

      Bola cantada faz tempo. Tudo na última hora pra fazerem de qualquer jeito e com todo o dinheiro do mundo. De sadia essa Copa não tem nada. Só pras empreiteiras.

      • janca

        O pior é que de fato, tratando-se das coisas que acontecem em nosso pais, a sexta maior economia do mundo que não oferece mínimas condições de saúde e educação ao povo, tudo isso parece normal. Abração, Janca

        • joao sebra

          A imprensa tem também grande parcela de culpa, ao não denunciar, não cobrar, sabe-se lá por quais interesses. São poucos os que, como o blogueiro, lutam contra esses despautérios.

          • janca

            Oi João. Sabe que eu acho que a imprensa em geral até cobra? Coloca o dedo na ferida, aponta as mazelas, os escândalos, pelo menos jornais como a “Folha”, o Estadão, “O Globo”, o próprio L!, enfim, estão “fiscalizando”, digamos assim. Mas o que penso é que são tantos os problemas, tantos os escândalos que a imprensa e a sociedade como um todo acabam se perdendo. Um dia de olho em um, no outro de olho no seguinte, o que acontece é que acaba se esquecendo de A quando aparece B e depois surge C, daí o escândalo é com D, ou os problemas, como o de Natal, que não é exclusivo da capital do RN. Abração, bom sábado, Janca

  • Fernando C. Guimarães

    E falaram que iriam utilizar um pequeno percentual de dinheiro público e nós (?!!!) infelizmente acreditamos…
    País do faz de conta…
    País do arrumamos um jeito…
    País da último hora…
    País de corruptos e corruptíveis…
    País sem vergonha…
    País dos enganados..
    ESTE É O BRASIL!!!!!!!!!!!!!

    • Daniel

      Não tem como confiar em político e dirigente esportivo. Quando se misturam os dois grupos nems e fale. País de última hora e corruptos mesmo.

      • janca

        Lembrando, Fernando, que o presidente da CBF dizia que não haveria um centavo de dinheiro público em arenas privadas, por exemplo. E as arenas que são públicas e recebem enxurrada de dinheiro público vão virar… privadas. Pelo menos é a tendência, infelizmente. Veja o caso do Maraca… Abração, Janca

  • Arthur

    Pelo menos estão fazendo alguma coisa com nosso dinheiro….

    • janca

      Mas a que preço? Poderiam ter gasto muuuuito menos, Arthur. Abs.

  • celso

    Porque a supresa. O coritinas recebeu R$ 400,000,00 milhões de graça do governo pra construir o estadio, Um absurdo pois em São Paulo já tinha o estadio pronto o do Morumbi, era fazer a cobertura exigida pela Fifa. e não usar o dinheiro do contribuinte que é pra construir Hospitais e escolas e dar a um clube de futebol particular.

    • janca

      Oi Celso. De fato o estádio do Corinthians recebeu uam bela bolada e benefícios públicos das três instâncias do governo, municipal, estadual e federal, ajuda que deve chegar perto dos 900 milhões de reais, incluindo a grana do BNDES e o investimento do governo estadual. Mas o Morumbi está longe da condição de um estádio quase pronto de acordo com os padrões da Fifa. Não basta apenas a cobertura. É um estádio ultrapassado, mal localizado em termos de fluência do trânsito, repleto de chamados pontos cegos e que demandaria mais de 400 milhões de reais em reformas. E o São Paulo queria dinheiro e benefícios públicos para fazê-las. Sou contra no caso corintiano e era contra no caso são-paulino também. Acho que o Estado tem outras prioridades muito mais importantes. Abs.

  • Olá minha gente!!Isso tem de ser como lá na China ladrões e curruptos execução e a familia tem de pagar a bala!!! Só assim para arrumar a casa!!

    • janca

      Assim também não, Adhemar. O que tem familiares a ver com o que faz A, B ou C? Às vezes nada. E sou contra pena de morte. Ela afeta mais as classes menos favorecidas economicamente do que as “elites”, que têm mais condições de se defender. Fora que, do jeito que anda nosso Judiciário, o que haveria de sentenças injustas. E se houvesse um só caso de alguém inocente na forca, por exemplo, já inviabilizaria todo o “processo” ou toda a tese de quem defende a pena de morte, penso eu. Abs.

  • Paulo América

    Janca, sou de Natal e o trânsito aqui é o pior do mundo. Em horários de pico a cidade para. O problema não é só o aeroporto e o estádio.

    • janca

      O pior do mundo duvido. São Paulo (o Rio começa a chegar perto) parece imbatível. Pelo menos é imbatível neste triste quesito quando se fala de Brasil. Mas sei que Natal também tem trânsito caótico como a maioria das capitais brasileiras, se não todas. Recentemente estive em Recife e pude constatar a piora do trânsito local. Abs.

  • joe LHP

    Cara, vocês criticam meio sem fundamentos o BNDES serve para isso mesmo afinal sua função social é financiar o desenvolvimento a juros menores do que é praticado por outros bancos comuns, segundo como o modelo proposto de privatização dos aeroportos coloca a Infraero como parceiro do consorcio vencedor então justifica o investimento por parte da estatal. Mta critica sem embasamento.

    • joe LHP

      O que tenho contra o governo é o fato deles entregarem a obra pronta e depois passar para a iniciativa privada o que na minha opnião é um erro proposital para desviar dinheiro e fazer média com as construtoras, tinha é que passar do jeito que esta e as vencedoras que fizessem seus projetos que seriam bem melhores e bem mais baratas do que as tocadas pelas estatais, em algumas obras como os MOP de GRU vejo erros grotescos que mostram a safadeza com o dinheiro publico.

      • janca

        Mas o governo não entrega a obra pronta, pelo menos não no caso de Natal. O aeroporto só ficará pronto, se ficar, no final do primeiro semestre de 2014 ou talvez até depois disso. No caso do Maracanã e do Engenhão aí sim é diferente. É entregar a obra pronta, mesmo que com uma série de problemas estruturais, inclusive vazamento, caso do Engenhão. Que ficou para o Botafogo apesar de ter sido construído com dinheiro público. Bônus privado, ônus público. Abs.

    • janca

      A questão não é essa, Joe LHP ou seja o que for. A questão é o debate a respeito da própria privatização. A função do BNDES é financeira o desenvolvimento com juros menores do quê? De um aeroporto que foi privatizado e que não sabemos quando vai ser entregue? Quinze dias antes da Copa? Ou talvez depois da Copa? Acha isso legal? Eu não acho. Muito comentário sem embasamento. Abs.

  • Fábio

    Moro em Natal e é revoltante o que se vê por aqui. Nada, nada, nada foi feito pra Copa. O aeroporto não vai ficar pronto, conheço gente que trabalha lá e diz que só com muita vontade política e muito dindim. Estádio também não. Não temos hotéis pra todo mundo, Natal vai ser excluída da Copa, a Fifa deixou isso meio que evidente na visita que fez pelo Brasil.

    • janca

      Não duvido que seja, Fábio, embora o discurso oficial não seja neste sentido. Mas é muito provável que no final tenhamos dez e não 12 sedes. Abs.

  • Donato João

    É realmente lamentável o que vem acontecendo em Natal, enquanto as outras cidades sede os governantes somam forças (nas três esferas, municipal, estadual e federal) para tocarem os projetos que as levaram a condição honrosa de sediar uma Copa do mundo, onde teram seus valores, sua cultura, sua gente, sua cidade, suas belezas e tudo mais exaustivamente divulgado mundo afora, capitalizado tudo isto em oportunidades, negócios, emprego, renda, e conseqüentemente em qualidade de vida.
    Me vem o seguinte questionamento, foi para isto que os senhores e senhoras foram eleitas?
    O vexame que estão passando para o mundo inteiro não tem precedente em toda história; ou será que isto mesmo que querem deixar como legando para nossa querida cidade. Vossas incapacidades aliadas a vossas falácias!
    Natal não merece isto.
    O povo norteriogrande muito menos.
    Só para cita com exemplo da união de forças que dá certo: o Rio de Janeiro esta recebendo bilhões de reais para realizar suas obras: maracanã 1 bilhão, metro linha 4 – 1 bilhão, transcarioca 800 milhões, transoeste 900 milhões, transolimpica 700 milhões, aquisição de 30 trem novo, renovação de toda a frota do metrô, novos atracadouro de transatlânticos 150 milhões, construção do bairro carioca 400 milhões (os atingido pelas desapropriações) revitalização da zona portuária 7 bilhões, implantação do veiculos leve sobre trilhos 750 milhões e tantas outras ações: implantação das UPAs, UPPs, BRSs, BRTs, medico da família, etc e obras: PAC, operação asfalto liso, varias intervenções nas comunidades (favelas), tais como: abertura de aruamento, água, esgoto, energia elétrica, escola, lazer, certificação de propriedade, em fim, que ocorre paralelamente ao encargos da copa e ou das olimpiadas, sem contar com os investimento pesados que iniciativa privada esta injetando na economia, algo na ordem de 250 bilhões nos próximo 5 anos, imenso legado para o povo carioca.
    Mais, porém, todavia, no passado o Rio passou pelo mesmo purgatório que Natal esta passando, ou seja, com toda sorte de desavença entre as esferas governamentais que culminou com a fama que a cidade da Guanabara tem, entretanto, foi necessário as urnas falarem, impor as mudanças imediatas e necessárias.
    Hoje o prefeito e o governador carioca capitalizam algo em torno 85% de aprovação popular.
    O Rio de Janeiro esta aprendendo cada vez mais que quem dividi não soma, por isto mesmo, seja alijado do campo político esta gente falaciosa.
    O que mais posso mensurar?
    O fato é que estamos em via de perdemos uma oportunidade extraordinária de temos uma cidade a altura dos anseios de nosso povo, tudo isto por conta das tocais políticas em que caímos.
    Isto é uma lição dolorosa, infelizmente.

    • janca

      O que é uma pena no caso de Natal, pois é uma bela cidade e o Rio Grande do Norte um lindíssimo estado. Mas problemas de governança não são exclusivos de Natal, em todas as outras sedes há uma série de problemas e no caso do Rio, além da Copa, haverá a Olimpíada dois anos depois. Grande abraço, João Carlos

MaisRecentes

Protestos à vista



Continue Lendo

Ajustes no São Paulo



Continue Lendo

Mattos em xeque



Continue Lendo