A volta do ex-ministro



Orlando Silva, político que largou a pasta de Esporte atolado por denúncias de corrupção, é o nome em que o PCdoB aposta para puxar votos para o partido nas eleições municipais de São Paulo.

A ideia, que nasceu após ele ter deixado o ministério, é que seja candidato a vereador e atue com afinco para viabilizar a candidatura de Netinho de Paula a prefeito.

Mesmo com as denúncias, Orlando Silva também tem sido assediado pelo PT, que já o sondou para montar o programa de Fernando Haddad no tocante a projetos esportivos para a capital paulista.

Lula, que aprecia muito o trabalho do ex-ministro, vê nele um interlocutor do PT, que ainda tenta demover o PCdoB de lançar candidato próprio em São Paulo.

Na campanha paulistana, Orlando Silva deve defender a implementação na cidade de programas idealizados pela pasta de Esporte, como o Segundo Tempo e o Pintando a Cidadania.

Curiosamente os dois foram responsáveis pela saída do ministro, já que recursos da pasta teriam sido desviados para ONGs e empresas de fachada envolvidas tanto com um quanto com outro.

O Segundo Tempo tem como objetivo democratizar o acesso à prática de atividades esportivas, enquanto o Pintando a Cidadania incentiva a distribuição gratuita de material esportivo para comunidades carentes.

Detalhe: o provável candidato e nome forte do PCdoB no esporte de São Paulo responde inquérito no STJ, o Superior Tribunal de Justiça, e deve usar seu espaço na TV e nos palanques para defender sua gestão.

Detalhe 2: Orlando Silva também quer retomar os estudos em 2012 e concluir Ciências Sociais na USP, curso que iniciou em 1998. Não entendo como não foi jubilado…



MaisRecentes

São Paulo em parafuso



Continue Lendo

Conversas com um jovem…



Continue Lendo

Lucas Lima abalado



Continue Lendo