Copa fecha templo



O templo religioso inaugurado na Dutra que provocou paralisação nos dois sentidos da rodovia, impedindo o acesso ao Aeroporto de Guarulhos e fazendo centenas de pessoas perderem seus voos no início do ano, deve permanecer fechado durante a Copa de 2014.

O caos no final de semana com quase 600 mil fiéis indo ao local e deixando carros, vans e ônibus no meio da Dutra fez dois representantes da Fifa chegarem com atraso à Cumbica e a notícia correu à Europa, com as imagens da confusão deixando clara a continuidade do caos aereo (e terrestre) no Brasil.

Anteontem a igreja, que funciona com alvará provisório e construiu uma área para quase 150 mil pessoas, pediu desculpas à população, apesar dos afagos que recebera do governador Geraldo Alckmin, que deve viver em outra esfera.

Ela responsabilizou o número inesperado de fiéis que ultrapassou em pelo menos quatro vezes a previsão inicial pelo transtorno.

A Polícia Rodoviária Federal quer esclarecimentos dos representantes do templo e alguns de seus integrantes chegaram a falar em seu fechamento definitivo.

Definitivo ou não, o governo federal já entrou em contato com autoridades paulistas e avisou que o templo não deve fazer eventos durante a Copa, permanecendo fechado em dias de jogos em São Paulo (na véspera e no dia seguinte também).

A igreja diz que a situação não se repetirá, embora já tenha marcado nova festa para sexta-feira da semana que vem.

Não bastassem os problemas dentro de aeroportos, como quase nada é feito para melhorar a mobilidade urbana em São Paulo e nas principais cidades do país e alvarás pelo jeito são concedidos sem maiores estudos de viabilidade, esperam-se novos velhos transtornos pela frente.



MaisRecentes

O escândalo de Platini



Continue Lendo

Fernando Diniz na berlinda



Continue Lendo

Deuses da Bola



Continue Lendo