Chutômetro na Copa



O número de imóveis e terrenos a serem desapropriados por conta da Copa de 2014 ainda não está definido. E isso porque o Brasil foi oficializado como sede do evento em outubro de 2007…

As incertezas são muitas e como o planejamento anda de mal a pior as estimativas feitas pelas cidades-sede não batem com as de governos estaduais e muito menos com as apresentadas pela União. Mesmo dentro do governo federal elas ainda oscilam e não se sabe quanto será gasto com indenização nem a quantidade de pessoas afetadas.

Uma das explicações é que até agora não se tem claro o que é obra para a Copa de 2014 e o que é obra que não entra no projeto do Mundial.

Na Esplanada dos Ministérios uma rápida consulta e o número de desapropriações varia de 10 mil a 100 mil imóveis e terrenos.

A Prefeitura de Manaus chegou a dizer que apenas dois imóveis teriam de ser desapropriados para a reforma do estádio da Colina. Mas quando indagada sobre o sistema de transporte para a Copa, que acarretará mais desapropriações, a tendência é desconversar, já que nem licitado ele foi.

Em Cuiabá, devido a obras de mobilidade urbana para 2014, cerca de 2 mil famílias devem ser retiradas de suas casas.

Em Fortaleza, representantes da prefeitura informam que valores e formas de pagamento de desapropriações devido à construção do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), uma das principais obras para tentar melhorar o trânsito na cidade para a Copa, já foram definidos. Mas o número de famílias a serem removidas de suas residências não foi passado.

A questão das desapropriações é um dos temas que mais preocupam Comitês Populares da Copa, formados por representantes da sociedade civil para discutir possíveis prejuízos e violações de direitos individuais, bem como relação custo-benefício das obras e legado para as 12 cidades que abrigarão jogos do Mundial.

Isso que dá deixar tudo para a última hora. Muita gente sai perdendo, principalmente quem ficar sem imóvel e não souber quanto, como e quando será ressarcido pela perda, mas uns poucos ganham muito. Devido à corrida contra o tempo as obras ficam mais caras e as construtoras tendem a faturar até não poder mais. Sempre os mesmos, sempre os mesmos. Ou, no caso, as mesmas.



  • Bom Dia, Janca & Cia!

    Sei que isso essa chamada até parece nome de programa infantil, mas a verdade é que o filme ao qual estamos assistindo, além de reprisado, faz mais o estilo terror & violência.

    Na África do Sul , nem toda a simpatia e influência de Mandela pode salvar seu povo, já sofrido e admoestado pelos anos de barbárie étnica, contra o tornado de desocupações arbitrárias ocorridas pouco antes da Copa 2010.

    No Brasil, apesar de não haverem nada noticiado pela grande imprensa, já é sabido que, para muitas famílias, o Natal foi de terror e pânico com as desocupações já iniciadas, na surdina.

    Mas, como já se ouviu por aí, em meados de 2007; “isso eu já sabia!”.

    Hoje é terça! Abraço forte!

    Viva a vida!

    O Antropólico Maltrapilho

    Ps: tô indo pro Ceará, a ver se esta terra caba macho também tem sol e doçura como falam…

    • janca

      Boa viagem, Maltrapa, curta bem o Ceará. E desocupação na surdina é fogo. Para não dizer muuuitos palavrões. Abração e viva a vida, sim, é a única coisa que temos de verdade, Janca

      • Johannes

        é isso aí, tudo como esperavamos…sem surpresas…a orquestra continua tocando o velho som…espero que outros acordes mais agradavéis venham melhorar um pouco a música da política tupiniquim em 2012…Acorde ! acho que essa é a dica para o cidadão brasileiro em 2012

        • janca

          Novas orquestras, novos acordes, novos sons. Grande abraço pra você, espero que esteja tudo bem, João Carlos

        • E então, Johannes, como estão as notas musicais produzidas por este dia singular, em Fortaleza? Diga aí, pois preciso de uma fonte confiável!

  • Pedro

    Não é que o planejamento ande de mal a pior, Janca. Simplesmente não há planejamento. Esse pessoal tem que acordar que a Copa é em 2014. Faltam dois anos.

    • janca

      Faltam, Pedro, e a minoria de sempre vai ganhar com essas obras feitas de última hora. Uma tragédia anunciada, como bem lembrou o Maltrapa no comentário anterior. Abs.

  • Cassiano

    Se nem o orçamento da Copa o governo sabe qual será a coisa só pode estar no nível em que está. E o ministro do Esporte, que saiu cheio de acusações, o que está fazendo o cara hoje? Ficou tudo por isso mesmo? Saiu e tá tudo bem?

    • janca

      O caso deve estar no Ministério Público, Cassiano. E que eu saiba o ex-ministro Orlando Silva está fazendo política em São Paulo, trabalhando para as eleições municipais paulistanas pelo PCdoB, que é seu partido. Mas que não está nada bem _a situação do esporte e dos preparativos para a Copa no país_ não está. Abs.

      • janca

        Hoje a “Folha” traz matérias sobre os ministros da Dilma que perderam o cargo por conta de denúncias de corrupção e o caso está na Justiça. No Judiciário. E Orlando Silva deve mesmo ser candidato a vereador em SP. E é bom possível que seja eleito… Punição, até agora, nada. Para ninguém. Nenhum dos ministros que tiveram de sair por conta das denúncias no governo Dilma. Abs.

  • Gerson Nascimento

    Muita roubalheira como todo mundo já sabia, mas ninguem faz nada porque a poderosa Globo que quem manda no povo brasileiro (com novelas e programas e noticias com lavagem celebral) e os outros poderosos que vão ganhar com isto estarão mais na boa do que já estão, ou seja, o povão cada vez mais lascado e os poderosos cada vez mais poderosos, por que alguma desta ONGs de m. não faz uma “virgilia” permanente, tipo CFTV permanente com gravações e tudo mais, guardando provas etc ,pois tempo e dinheiro eles tem!!

    • janca

      Oi Gerson, não acho que tudo seja culpa da Globo, como você coloca, é fácil achar um bode expiatório. A Globo é poderosa, mas não é o governo. Cabe ao governo fazer alguma coisa, algo que infelizmente não tem feito. Deveria ter começado o planejamento lá atrás, antes mesmo de outubro de 2007, pois naquela ocasião o Brasil foi oficializado como sede da Copa, mas já sabia que seria candidato único da América do Sul há mais tempo. E que a Copa ficaria com os sul-americanos… Grande abraço, Janca

  • Breno

    Sem planejamento ficamos neste caos. Vejam as chuvas no Rio, a região serrana, tudo de novo acontecendo. A Dilma de férias, prefeitos e governador se esqueceram que em janeiro chove e tudo é culpa da chuva. Tudo culpa da chuva. Como sempre culpa da chuva.

    • janca

      A história se repete, Breno… Infelizmente. Abs.

MaisRecentes

Alessandro na frigideira



Continue Lendo

Del Nero na Rússia



Continue Lendo

Prass na Seleção



Continue Lendo