Maluf na CBF



O título é uma brincadeira, mas nem tanto… Com o afastamento provisório de Ricardo Teixeira do dia a dia da CBF, alegando necessidade de repousar e cuidar da saúde, Paulo Maluf, aquele mesmo das mil e uma denúncias de corrupção, quer voltar a se aproximar de José Maria Marin, vice que está todo prosa na confederação.

Como Marin, substituto “natural” de Teixeira pelo menos de acordo com os estatutos da entidade, começa a colocar as mãozinhas para fora, conversando com os clubes, com Andrés Sanchez e cia., como se não fosse ficar no comando somente até janeiro, Maluf decidiu contatá-lo.

A justificativa é que quer se inteirar melhor da situação da seleção, dos preparativos para a Copa, blablablá, blablablá. Como deputado federal (PP-SP), a intenção do político é batalhar mais pelas questões do esporte na Câmara, incluindo polêmicas com a Fifa, Lei Geral da Copa, infraestrutura para o Mundial e afins.

Não será surpresa, no entanto, se Maluf indicar dois nomes que já trabalharam em seu governo para Marin aproveitar na CBF ou no COL, o Comitê Organizador Local da Copa.

Se conseguirá emplacar são outros 500. Eu, particularmente, duvido.

Como recordar é viver, Marin foi vice do próprio Maluf quando este ocupou o cargo de governador do Estado de SP, entre 1979 e 1982. Governador biônico, diga-se de passagem.

Em 82, quando Maluf se licenciou do cargo para concorrer à Câmara, Marin assumiu o poder durante dez meses, saindo no início de 83 para dar lugar ao eleito André Franco Montoro. Sob fortes vaias. Estava ao lado de sua mulher, Neusa, uma cópia de Sylvia Maluf, a mulher do patrão…

Foi jogador de futebol, tentou o pugilismo, dirigiu _e mal_ a Federação Paulista de Futebol, agora é vice de Teixeira, sendo que tentou nas urnas uma vaga no Senado e na Prefeitura de SP. Teve votações medíocres. E de repente lá está ele, na CBF. Com seu padrinho político, Paulo Maluf, interessado em bajulá-lo depois de um estremecimento na relação entre os dois durante um bom período. Coisas da política, coisas de Maluf…



MaisRecentes

Elogios a Loss



Continue Lendo

Não vai ter Copa?



Continue Lendo

O escândalo de Platini



Continue Lendo