Morte, vínculo e acolhimento



Para quem se interessa por psicologia e relações humanas indico dois livros que estou terminando de ler. O primeiro, de Maria Júlia Kovács, chama-se “Morte e Desenvolvimento Humano”, da Casa do Psicólogo. O segundo, de Maria Salete Abrão, é “Construindo Vínculo entre Pais e Filhos Adotivos”, da Primavera Editorial.

No ano passado tive o prazer de fazer um curso no Instituto Sedes Sapientiae, em São Paulo, que versava sobre questões de adoção e do qual Salete foi uma das professoras.

Temas ligados à infância e à juventude me interessam há muito tempo, desde que trabalhava na “Folha de S.Paulo”. Até antes, diria.

Há alguns anos tive a oportunidade de fazer uma matéria para a “Vida Simples” sobre adoção e tenho lido muito sobre o assunto, estudado a questão de abrigos, o universo psíquico de pais e filhos adotivos, os preconceitos, as dificuldades, os encontros, desencontros e reencontros.

Integrante do Grupo Acesso (Estudo, Pesquisa e Intervenção em Adoção), Maria Salete Abrão expõe, em seu livro, alguns dos desafios da adoção no mundo de hoje usando a psicanálise como instrumento de reflexão e trazendo quatro casos interessantíssimos que passaram por seu consultório.

Já “Morte e Desenvolvimento Humano”, de Kovács, que criou o curso “Psicologia da Morte” na Universidade de São Paulo nos anos 80, é uma obra que faz o leitor pensar não apenas sobre a morte, um assunto ainda tabu e nos tempos de hoje cada vez mais terceirizado, como se nem o luto pudesse ser feito, mas principalmente sobre a vida.

É um livro sobre o desenvolvimento humano, como o próprio título diz. Interessantíssimo.

Vocês podem se perguntar o que estou fazendo ao escrever sobre psicologia e não sobre esporte ou os bastidores da Copa e da Olimpíada. Não sei… Volta e meia faço isso, como já sabem aqueles que frequentam o blog com maior assiduidade. E vou continuar fazendo, pois o mundo é muito maior do que uma bola de futebol, uma cesta de basquete, uma reunião na Fifa ou um seminário da CBF… Ótima quinta a todos, João



MaisRecentes

Tite questionado



Continue Lendo

A falta de um líder



Continue Lendo

Haja coração!!!



Continue Lendo