Tiroteio na Fifa



A crise entre a Fifa e a Transparência Internacional, ONG que combate a corrupção e rompeu com a entidade na semana passada, continua.

Segundo avaliação da organização, a Fifa só quer dar uma aparência de mudança para deixar as coisas exatamente como estão. Alterar o visual, mas não mexer na essência.

A situação ficou ainda mais complicada com a decisão da entidade dirigida por Joseph Blatter de remunerar toda a equipe e colaboradores de Mark Pieth, especialista suíço em corrupção e responsável pelo comitê que fará reformas na instituição. O mais grave não é a remuneração, mas a recusa da Fifa em divulgar salários e pagamentos para Pieth e companhia, inclusive para a Transparência Internacional, que trabalharia com ele.

Segundo Sylvia Schenk, consultora da ONG, seu trabalho foi boicotado por Pieth. Já a cúpula da Fifa diz que Schenk se sentiu enciumada com o trabalho dele e se recusou a atuar em conjunto.

O tiroteio prossegue e a Fifa continua às escuras. Transparência zero. Até quando?



MaisRecentes

A matemática do futebol



Continue Lendo

A melhor do mundo



Continue Lendo

Aprender a perder



Continue Lendo