Os jovens e os funerais



Hoje o assunto do mundo do futebol é o Corinthians e a decisão “adiada” para o próximo domingo. Mas quero mudar um pouco o foco e tratar de cinema. Terminou a rodada ontem e fui ver… “Inquietos”, de Gus Van Sant. Recomendo.

O filme conta a história de Enoch, brilhantemente interpretado por Henry Hopper, um adolescente que perde os pais e passa a frequentar funerais e flertar com a morte.

Tem seu momento clichê no encontro com uma garota com estimativa de três meses de vida devido a um câncer terminal, mas vale ser visto. Porque é um filme que explora as crises da juventude, trata da morte e portanto da vida e da dificuldade do diálogo entre gerações. E ainda assim consegue ser leve.

Adolescência talvez seja a fase mais difícil da nossa existência _ou seria a velhice?_ e em “Inquietos” Gus Van Sant parece acreditar na capacidade que temos de passar por ela e de fato crescer. Por mais complicado que seja esse período da nossa vida também acredito nisso. Uma ótima semana a todos, João



  • Ariel

    O filme é mesmo muito bom, João. Vi na sexta e gostei da interpretação dos dois. A menina, que fez a Alice de Tim Burton também trabalha muito bem, não achou? É impressionante a sensibilidade do diretor, como ele conduz as cenas, a história. Mesmo passada em cemitérios e funerais você tem razão, o filme é leve e espirituoso. Boa dica mesmo pra quem ainda não viu. Tempo não vai faltar porque estreou aqui na própria sexta. Abraços, Ariel

    • Dani

      Oi Ariel. Eu também acho que a Alice do Tim Burton trabalho bem demais, até melhor do que o rapaz. Ela parece uma versão moderna da Mia Farrow com aquele cabelo curtinho de “O Bebê de Rosemary”, lembra? Bjs. e bom dia pra todos vocês, Dani

      • Dani

        Nilú, se você não viu veja. Também recomendo. Bjs. Dani

        • janca

          Parece mesmo a Mia Farrow de “O Bebê de Rosemary”. Mas achei uma Mia Farrow piorada… Acho que o garoto trabalhou melhor, principalmente o gestual e o olhar do que a menina. Foi minha impressão, mas de fato o filme vale à pena. Bom dia pra você também, Dani, João

        • nilu

          Oi Dani, João…
          Vou ver o filme sim, concordo que a adolescência seja uma fase difícil, e digo mais, se não for boa, fatalmente a velhice vai cair errado.
          No momento estou “TENTANDO” ler um livrinho meio complicado pra mim, Maquiavel no Inferno, de Sebastian de Grazia, pai de um dos meus melhores amigos, que são poucos,alguém já leu? Boa semana João.Bjs Dani

          • janca

            Eu não li, não, mas se é complicado pra você, também deve ser pra mim _rs. Mas fica a dica, Nilú. E só tem muuuitos amigos quem está conectadíssimo ao Facebook, o que não é meu caso _rs de novo. Os bons amigos a gente conta nos dedos. Boa semana pra você também, João

          • nilu

            Não, não João, não concordo com sua primeira afirmação, acho que pra vc o entendimento do livro seria mais fácil sim, vc tem mais bagagem. Quanto aos “amigos” do facebook, vc está certíssimo, mas pense um pouco, a relação é bem mais cor de rosa, né?_rs (e eu tenho facebook_rs).
            Qual o conceito de amigo, existe uma definição prática, já me confundi em várias. E to respondendo de cima para baixo _rs. Desculpa. Abs. Nilú

          • janca

            Há várias definições sobre amizade. Tenho um amigo que fez mestrado em psicanálise na França que certa vez me mandou uma definição _acho que era de Aristóteles_ interessante pacas. Na verdade ele “separava” em três tipos de amizade. E a definição era ótima _só que já não me lembro mais _rs. Coisas da vida… E da idade…

  • Ariel

    E vai Curintiá. Título adiado, mas contra os porcos vai ser mais gostoso (haha).

    • VERDÃO

      Se depender da gente é o jogo do ano. Vai Felipão, vai Palmeiras, castigo na Gambazada ligada à CBF! Um basta na corrupção! Palmeiras, o time da virada!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      • janca

        Ligações à parte com a CBF e o governo, a campanha do Corinthians é consistente e o time tem sido mais prejudicado do que beneficiado pela arbitragem nos últimos jogos. Abs. pra vocês, Janca

  • Johannes

    Boa Tarde João Carlos,
    Não vi o filme, mas fica anotada a dica. Diz a música do Frejat que toda idade têm prazer e medo…acho que envelhecer exige muita sabedoria…mas creio que as dificuldades de cada idade variam conforme a história de vida de cada um. Grande abraço.

    • nilu

      É isso aí amigo, envelhecer exige sabedoria e alma alegre, sem idade. Abs. Nilú

    • janca

      É verdade, Johannes, envelhecer e viver são duas artes. Duas grandes artes, aliás. Abração, João Carlos

MaisRecentes

Felipe Melo titular



Continue Lendo

Liberta vira obrigação



Continue Lendo

Cobranças no Fla



Continue Lendo