Confusão no Atlético-PR



Já não basta a difícil situação em que se encontra no Brasileirão, tentando fugir do rebaixamento nas duas rodadas finais, os conselheiros do Atlético-PR estão rachados e uma parte não poupa críticas de bastidores à atuação do presidente Marcos Malucelli.

As cifras sobre quanto terá que ser gasto com a Arena da Baixada para adequar o estádio aos padrões da Fifa variam de R$ 130 milhões a R$ 280 milhões, o que só aumenta a bagunça.

Malucelli bate o pé em R$ 220 milhões, mas há conselheiros que acreditam na redução do valor caso haja uma negociação ponto a ponto com a Fifa e o Comitê Organizador Local da Copa, o que o presidente não fez até aqui.

O dirigente tem se defendido dizendo que não era favorável ao Atlético receber jogos da Copa, o que, segundo ele, só dará prejuízos ao clube, mas alega que teve de ceder à pressão do conselho.

No meio de um processo eleitoral, a situação de fato não está fácil. O próprio Malucelli lembra que, sem a Arena da Baixada no ano que vem, além de prejuízo financeiro há o risco de prejuízo técnico, como aconteceu neste ano com Atlético-MG, Cruzeiro e América-MG, os três obrigados a jogar longe do Mineirão.

É o custo-Copa, mais uma vez, causando polêmica…



MaisRecentes

A falta de um líder



Continue Lendo

Haja coração!!!



Continue Lendo

Cânticos brasileiros



Continue Lendo