Fifa veta cativas



Depois da questão da meia-entrada e da venda de bebida alcoólica em estádios na Copa, agora é a vez das cativas.

A Fifa avisou sexta ao Comitê Organizador Local (COL) que os donos de cadeiras cativas de arenas que abrigarão jogos do Mundial de 2014 não terão direito a usá-las durante o evento.

Quer que o próprio COL comunique aos gestores de cada um dos estádios bem como aos proprietários das cadeiras.

A questão foi levantada por donos de cativas no Maracanã e também por interessados em comprar as do Fielzão. A resposta: Eles não terão privilégio.

Haverá margem para negociação? Duvido, mas aguardemos os próximos passos. Por enquanto, durante a Copa, cativas vetadas, diz a Fifa.



  • Marcio

    Para os proprietários das cadeiras do Maracanã muito fácil de resolver. Basta uma ação judicial das mais mixurucas e coloca um ponto final nesse Blatter e asseclas.

    • janca

      Não sei se é tão simples assim… E empresas donas de camarote? E quem tem direito à meia-entrada? Vai ser ação aqui e acolá… Abs.

      • Marco Aurélio

        Quem for proprietário de cativas do Maracanã, entrem nesse link:

        http://br.groups.yahoo.com/group/cativas/

        É uma associação ques está buscando reunir o maior número possível de proprietários para conseguirmos o que é nosso de direito!

        • janca

          Tá aí seu pedido, Marco Aurélio. Grande abraço, Janca

  • O Rosemberg, diretor de Marketing do Corinthians avisou que não pretendem vender cadeiras cativas na Arena Corinthians, lembrando que não existe esse negócio de Fielzão, nome que é completamente reprovado por toda a nação (ou quase toda) Corinthiana.

    • janca

      Não foi batido martelo em torno da venda ou não de cadeiras cativas no Fielzão _ou Itaquerão, como queira. No dia a dia não vejo ninguém chamar o estádio de Arena Corinthians… Mas camarotes só os de parceiros da Fifa para o Mundial. Depois da Copa são outros 500… Abs. Janca

    • marco

      quem te falou que nao existe isso de fielzao!! todos nos corintianos queremos que o nome seja fielzao sim ok!! nao diga o q vc nao sabe

      • janca

        Oi Marco, eu também acho que tem muito corintiano que gosta de se referir ao estádio como Fielzão ou Itaquerão, não vi nenhuma pesquisa indicando que a maioria é contra ou prefere chamar o estádio simplesmente de Arena Corinthians ou atrelado ao nome de alguma multinacional. Grande abraço, Janca

  • paulo cesar alves santanna

    Precisamos urgentemente bater na cara desses senhores da FIFA. Quem são eles para tentar nos roubar o que é nosso. Precisamos que nossas autoridades reajam com força contra esses senhores que nada mais são que VAGABUNDOS iguais a inúmeros dirigentes e políticos brasileiros e que só querem roubar o povo.

    • paulo cesar alves santanna

      Meu comentário é exatamente o que penso a cerca dessa canalhada

  • paulo cesar alves santanna

    Se não podemos expressar o que sentimos, para que comentar-mos. Abraços

    • janca

      Ops, Paulo Cesar, se se refere ao fato de seu comentário ter demorado para ser liberado peço desculpas, na verdade os comentários são sempre aprovados e depois da primeira vez em que você tiver um comentário aprovado na segunda pode postar à vontade que já é aceito automaticamente. Não veto opinião de ninguém. Problemas de gerenciamento do blog _no caso, responsabilidade do blogueiro, que é um só _rs. Mas aí está. Abs.

  • A FIFA NÃO PODE MUDAR AS REGRAS DO JOGO….
    QUEM TEM CADEIRA CATIVA PAGO POR ELA E MUITO BEM.
    NÃO PODEMOS ACEITAR ESTES DESMANDOS DA FIFA, QUE É ARBITRARIO E IMORAL.
    VALE O MESMO PARA A MEIA ENTRADA E BEBIDAS NO ESTADIOS, O QUE A LEI DETERMINA HOJE DEVE SER CUMPRIDA. SENÃO É UMA LEI PARA O TURISTA E OUTRA PARA NOS BRASILEIROS.

    • janca

      Mas isso vai dar muita discussão. Quando o Brasil aceitou ser sede da Copa sabia das exigências da Fifa e as aceitou, como é o caso do veto à meia-entrada e da permissão à bebida alcoólica nas arenas. Agora tem que negociar ponto a ponto, Adriano. Abs. Janca

      • paulo cezar

        concordo. Agora o governo que mudar o pensamento de uma instituição como a Fifa para agradar a patrocinadores, políticos e amiguinhos.

        • janca

          É, Paulo Cezar, a situação é complicada, mas mesmo assim não acho que devamos aceitar tudo o que a Fifa impõe ou impôs. Acho que há margem para negociação, como houve na África do Sul e na própria Alemanha. Grande abraço, Janca

  • orlando melo

    a FIFA MANDOU.trate de obedecer.caso contrario ela vende o BRASIL.

  • Lukas Gracia

    Está mais do que certa a dona FIFA infelizmente! Se for assim, quem é sócio, que nem eu há 16 anos do Meu Eterno Coritiba, também tem direito a lugar na Copa, caso acontecesse no Monumental Couto Pereira, e entendo também que os torcedores do time la de baixo também teriam direito pois são sócios e se acumular tudo o que os sócios pagam e já pagaram em todos os anos dará muito mais do que uma pessoa que pagou uma vez na vida por uma cadeira cativa!

  • Filipe Rocha

    Sou advogado, e desafio a FIFA, o COL e a CBF a ganharem judicialmente uma briga entre os proprietários das cadeiras cativas.

    É porque estamos falando de uma situação anterior à Copa, ora, a segurança jurídica não se aplica?

    A cadeira cativa é um patrimônio, um direito que se possui, através de um negócio.

    A invalidade deste negócio não pode ser unilateral, na verdade, nem unilateral pois a FIFA sequer participou de tal relação. Assim, é um absurdo tal notícia e esperava vê-la já com pareceres contrários a tal arbitrariedade.

    • janca

      Que eu saiba ainda não há. E proprietários de cativas do Maracanã _pelo menos alguns_ já entraram em contato com a administração do estádio para saber sobre sua utilização durante a Copa e não obtiveram resposta. Mas a Fifa diz que o mesmo vale para camarotes. Durante a Copa o estádio que quiser abrigar o evento tem que aceitar certas condições. Quem se sentir contrariado, como pode ser o caso de donos de cativas, pode acionar a Justiça. A situação vai dar muita discussão ainda, Filipe. Muita mesmo. Grande abraço, Janca

    • paulo cezar

      É simples amigo. A fifa não pode obrigar ao Brasil de não dar cadeiras cativas!……assim como o Fifa não é obrigada a realizar o evento em um país que apela para a justiça comum. E tem uma coisinha que é a lerdeza da nossa justiça?????????????. Se necessitar a Fifa muda a copa pois tenho certeza que ela já tem um plano “B” prontinho.

      • janca

        Eu, particularmente, duvido que a Fifa tire a Copa do Brasil, mas o Henrique Meirelles, ex-presidente do Banco Central e que foi sondado por Ricardo Teixeira para assumir cargo de comando no Comitê Organizador Local da Copa (e recusou, bom lembrar), acha que é possível que em 2012 a entidade anuncie outro país como sede para o Mundial. Vamos ver… Mas eu repito que não acredito num plano B. Abração, Janca

  • André

    Isso não existe.
    As cadeiras cativas são propriedades de seus donos. Pode ser o dia q for, a hora q for q donos de cadeira cativa têm direito de usá-las.
    É assim em shows ou qualquer evento esportivo.
    A FIFA q vá pra casa do cara…..

    • janca

      É uma questão que vai dar polêmica mesmo, André. Assim como a da meia-entrada e a da bebida alcoólica, para a qual _no caso da bebida_ o COL já deu aval, mas o governo ainda não… Abs.

  • Luís Carlos

    Os estádios são de propriedade da FIFA durante a copa. Não existe esse negócio de cadeira cativa nem de camarote. Placas publicitárias só as contratadas pela FIFA. Nem o clube supostamente dono do estádio pode exibir seu escudo nele. E esses tais de setor isso e setor aquilo, só se as empresas forem patrocinadoras da FIFA.

    Isso sempre foi assim, e quem assinou isso assinou por essa quebra de contratos também. Inclusive o ditador da Vila Inah.

    • janca

      Pelo menos é o que diz a Fifa, que os estádios durante a Copa têm que seguir as determinações da entidade, portanto, que não existe mesmo este papo de cativa nem de camarote. O mesmo vale sobre placas de publicidade. Grande abraço, Janca

  • Valdir Pinhal

    Ora, é só falar pors gringos: Sim, Buana! Eh, Brasil, será que ainda somos colonia?

    • está paracendo que sim! eles tem que saber que somos o brasil, cheio de titulos.

  • era melhor o brasil se retirar dessa copa pois o pais não precisa dessa fifa para nada .

    • janca

      Oi Anderson, com todo respeito, precisa sim. Nem que seja para negociar ponto a ponto o que será feito até 2014. Estamos indo mal no gerenciamento da Copa, mas temos muuuita margem de manobra para negociar com a Fifa, amigo. E sem abrir mão da Copa. O que nós, contribuintes, precisamos ficar atentos é em relação ao legado e também aos custos. Pois a conta é nossa. Grande abraço, Janca

      • Alexandre

        Concordo contigo, Janca. Não dá para abandonar isso pois virá muito dinheiro com este evento. Mas o legado que fica é o complicado do evento. O PAN foi uma mostra do que pode acontecer pois prometeram mundos e fundos mas nada aconteceu, incluindo a vila do pan que até hoje tem problemas dando um enorme prejuízo a quem investiu.

        Veja o Maracanã. Teve uma obra enorme para um evento e pouco depois desfizeram tudo para depois não levar nenhum jogo da seleção para ele. As obras dos aeroportos estão horrivelmente atrasadas, não existe infraestrutura de transporte nas cidades etc…

        Um grande abraço.

        • janca

          Tem razão, Alexandre, sendo que no caso do Maracanã os gastos para o Pan de 2007 tinham como justificativa que o estádio ficaria adequado aos padrões exigidos pela Fifa e portanto estaria pronto para receber a Copa. Nada disso. Nova reforma e mais 1 bilhão de reais consumidos na mesma… Tudo dinheiro público… Grande abraço, Janca

  • Diego Domingues

    Nao sei o porque dessa revolta, principalmente do nosso advogado acima, desafiando tudo e a todos, é fato que a FIFA tem suas proprias regras “manda quem pode e obedeça quem tenha juizo”, o brasileiro tem que parar com esse achismo, nao se trata de uma ou outra pessoa e sim de uma nação, ja pensaram a responsabilidade de representar um evento tao importante. temos que entender quais os padroes de uma copa do mundo, isso foi regra em outros paises e nao sera diferente aqui, estamos falando de um evento mundial nao de um carnaval. se todas as preocupações do envento aqui no BRASIL fossem somente sobre cadeiras cativas, estaria muito feliz, ja pensaram em outras coisas bem mais serias e importantes?

    • janca

      Acho que você tem razão, Diego, no tocante às cativas. Temos que adequar nossas arenas, inclusive em relação a essas questões, para realizar a Copa. De alguns direitos não devemos abrir mão, penso eu, caso da meia-entrada para idosos, mas em outros pontos temos que ceder, sim. Ceder faz parte de qualquer negociação e ao aceitar receber o Mundial o Brasil _ou seus governantes no caso_ sabia das regras. Não acho que devamos abrir as pernas para tudo o que quer a Fifa, mas temos que ter bom senso. E de fato há questões extremamente sérias: legado e custos. Abs.

    • Alexandre

      Concordo em parte, Diego. É por isso que tem que ser discutido ponto a ponto como diz o Janca. Nem tanto ao mar, nem tanto à terra.

      Aqui no Brasil existem leis para serem seguidas e contratos que não podem ser quebrados por segurança jurídica. Se querem dar as cativas para quem compra ingresso, deveriam incluir na discussão quem possui as cadeiras. Ou então acaba com as cativas indenizando monetariamente quem as possui.

      Tembém tem lei falando de bebidas nos estádios, que eu acho que devem ser obedecidas. Ou acaba com a lei, liberando para todos os jogos, ou obedece aplicando a proibição para a FIFA. Mesma coisa para meia entrada.

      Mas são ajustes, como você falou, que são mais simples e concordo neste ponto contigo. O legado, a infraestrutura e o custo são muito mais importantes.

  • Erik SPFC

    a verdade eh que o ISENTAO … EH UMA VERDADEIRA FESTA COM O DINHEIRO PUBLICO…ATE OS DUTOS DA PETROBRAS O GORVERNO QUE BANCOU … PQP TANTA COISA QUE FALTA NESSE PAIS E ME ACONTECE ESSAS COISAS POR ISSO NOSSO PAIS NAO VAI PRA FRENTE … KASSAB E ALCKEMIM NUNCA MAIS !

    • janca

      Oi Erik, por favor não comecemos uma briga entre são-paulinos e corintianos… As questões são mais graves do que o clubismo ou o bairrismo. Grande abraço, Janca

    • Gilberto

      Erick,

      Desinformados iguais vc certamente invejam e não sabem que o corinthians não tem 1 real de isenção, ele tem que vender certificados de isenções parciais de impostos para empresas se instalarem em itaquera, o outro restante é igual a todoas as arenas, emprestimo do bndes e quem paga é o corinthians, nos outros estados que paga o empréstimo é o governo do estado, ai está errado…

      Eu não sei quantos anos vc tem mas deve se informar como o seu clube construiu o Morumbi, vc sabe?

      Esse meu amigo, esse sim foi com o maior lobby e dinheiro público possível passado pelo seu patrono que vcs tanto se orgulham, SR. Laudo Nattel.

      VC FALA MUITO!

  • lima

    sejamos honestos. O pan do rio foi feito a um custo dez vezes maior que o previsto. A copa 2014 entrará para história e para o guiness como o maior volume de dinheiro público desviado em um único evemto. E a gente discutindo cadeiras cativas…

    • janca

      As cativas são só uma mínima parte do que teremos pela frente _e já estamos tendo. Apenas um dos itens. Mas os principais _concordo inteiramente com você_ são outros. O legado e os custos. Temos tudo para repetir o exemplo nefasto do Pan, sendo que agora estamos falando de muuuuuito mais dinheiro. Grande abraço, Janca

  • Flavio

    Caro Erik,

    Por favor me esclareça, a quem pertence ou pertenceu durante muitos anos a área onde está o CT do SPFC ? Os valores são diferentes mas coerencia é fundamental.

    • janca

      O São Paulo, Flávio, aliás assim como o Clube Pinheiros, que eu saiba, tem usado muito dinheiro do governo, via benefícios fiscais. Eu, particularmente, sou contra isso, tanto por parte de um quanto por parte de outro. E olha que sou sócio do Pinheiros, mas o clube deveria ser mantido com dinheiro dos sócios. E bem administrado, não administrado para afagar o ego de seus diretores e executivos. O mesmo para o São Paulo, que fala do Corinthians mas também corre atrás de um dinheirinho público como só ele. Ou melhor, como quase todos os clubes. Que o diga o Flamengo, no Rio, também, o Botafogo, enfim… O problema é estrutural, como diriam alguns, não pontual. Grande abraço, Janca

  • Rodrigo Rosman

    A mim parece que será feito como foi nos diversos shows no Maracanã e no Pan. A Suderj dará para os proprietários de cadeiras (mediante apresentação de documentos no guichê do Maracanã), ingressos para os jogos da Copa no mesmo local das cadeiras. Assim, os proprietários de cadeiras terão seu direito garantido e o organizador do evento ficará satisfeito também porque não houve ingressos de cadeiras cativas. Não há a menor chance do direito adquirido dos proprietários ser desrespeitado. Acredito ser fácil emitir uma liminar que obrigue a Fifa a respeitar a lei brasileira.

    • janca

      Oi Rodrigo. Não sei se é tão fácil assim pois ao aceitar ser sede da Copa o Brasil se obrigou a atender a uma série de exigências da Fifa e os 12 estádios que receberão jogos da Copa abrem mão de vários direitos como o de camarotes, cativas, painéis publicitários, entre outros, durante o evento… Abs.

  • vanderlei

    Em questão a usar ou não as cadeiras cativas no mundial, isso é do menos, o maior problema é quem comprou cadeiras cativas na época do presidente Vicente Matheus, e agora se ve em uma situação inusitada, pois o corinthans não se pronuncia se vai ou não transferir as mesmas para a arena corinthans, ou se vai dar o calote em quem comprou, o fato é que quem comprou como eu, apliquei uma boa grana em 1990, e até hoje não posso usa-las pois a fazedinha está interditada e ninguem fala nada, o que acham que devo fazer……..

  • Rafael

    O problema é que vocês acham que a culpa é da Fifa… Do COI.
    Quando o Neasil se interessou, se inscreveu por livre e espontanea vontade ele sabia das regras…
    Quando o Brasil assinou o documento firmando os acordos, lá estavam as regras.
    Agora as entidades querem apenas que as regras que o Brasil assinou sejam cumpridas.
    Caso não as cumpram, serão multas atrás de multas… E dependedo até retiram os eventos daqui.
    Entendam as regras eram claras… Todos sabem que em copa do mundo se vende cerveja por conta do maior patrocinador, todo mundo sabe que criança não tem direiro a meia entrada, e que a venda dos ingressos e todos os ingressos ficam a cargo da FIFA E DO COI. O Brasil estava ciente disso, e assinou que cumpriria isso.
    O mais correto a fazer é indenizar todos os proprietários de cadeira e segue o jogo…

MaisRecentes

Uma zaga para o Fla



Continue Lendo

Vanderlei na Seleção



Continue Lendo

Vila x Pacaembu



Continue Lendo