Os Demônios de Henry



Escrito por um brilhante jornalista de guerra, Patrick Cockburn, do londrino “The Independent”, e por seu filho Henry Cockburn, diagnosticado em 2002 como esquizofrênico, “Os Demônios de Henry” é um dos melhores relatos sobre a doença ainda tão pouco conhecida pela própria medicina.

Como definiu Christopher Hitchens, o livro “ilustra como o sofrimento e o trauma podem ser uma porta aberta para o amor, a solidariedade e mesmo a cura”.

A obra mergulha no mundo interior de Henry e na mudança do sistema de funcionamento de sua família depois de do diagnóstico de esquizofrenia, alternando relatos de Patrick, o pai, de Jan, a mãe, e do próprio Henry. Um livro de muita dor, mas também de esperança.

Conhecia Patrick Cockburn como correspondente da imprensa londrina no Iraque, mas a gente nunca sabe o que está por trás da história de cada um. Que é a história de todos nós, esquizofrênicos ou não. Mais uma história de gente.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo