Ponto para o Rio



Se o atraso nas obras do Maracanã, palco da final da Copa, preocupa a Fifa, os investimentos do Rio em mobilidade urbana têm deixado a entidade muito satisfeita.

Para o Comitê Organizador Local, o Rio é a sede que mais recursos canalizou para melhorar o transporte local, ganhando das outras 11 que abrigarão jogos em 2014.

O principal fator é a Olimpíada de 2016, que também acontecerá na cidade.

Graças ao projeto olímpico, o Rio terá um corredor expresso de ônibus de 54,9 km entre a Barra e Santa Cruz, parte da obra já inaugurada, outro de 19,6 km entre Deodoro e Maracanã e mais um terceiro, cujo trajeto ainda é discutido, ligando a Barra da Tijuca e o aeroporto do Galeão.

Além disso, a ideia é levar o metrô até a Barra, mas a chamada linha 4 só ficará pronta depois da Copa.

Em mobilidade urbana o Rio irá gastar mais de 10 bilhões de reais por conta do Mundial e da Olimpíada, incluindo uma espécie de trem para ligar pontos distintos da região portuária, que será revitalizada com os Jogos de 2016.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo