Esporte europeu para



A pouco mais de um semestre do início dos Jogos de Londres-2012, alguns dos principais países europeus farão reduções drásticas em seus investimentos olímpicos.

O esporte de alto rendimento na França deve perder 20% dos recursos previstos, o da Alemanha, 5%, na Espanha a queda será de 25% a 30%, na Itália, de 50% e na Grécia chega aos 95%.

Tudo reflexo da grave crise financeira que atravessa a zona do euro e a União Europeia. A expectativa para o ano que vem é de que o Produto Interno Bruto em 2012 cresça apenas 0,8% na Alemanha, 0,2% na França, 0,1% na Espanha, caia 0,4% na Itália e 2,8% na Grécia, que deve terminar 2011 com um recuo ainda maior, na casa dos 5,5%.

Por lá a coisa tá feia. Mas por aqui, no esporte, não anda muito melhor, não…



  • Marcos A. Freire

    As perspectivas para a Europa são as piores possíveis, natural que isso afete o esporte. Triste, mas previsível, o que não inviabiliza como tenho apontado neste blog o modelo europeu para administração dos clubes de futebol. Um abraço, Marcos A. Freire, consultor de esportes

    • Marcos A. Freire

      Completando, Portugal também fará redução significativa porque a crise por lá também anda séria. Um abraço

      • janca

        Oi Marcos, tudo bom? De fato com a crise que anda por lá dificilmente o esporte escaparia, mas não acho que o modelo europeu de administração de clubes de futebol deva ser “importado” pelo Brasil. Acho que tem muitas falhas e temos que encontrar nosso próprio caminho. Grande abraço e um ótimo sábado, Janca

        • Fabrício

          Complexo de vira-latas deste tal de Marcos Freire.

  • Leandro

    A Europa adotou política econômica errada em todos os sentidos e não aprendeu nada com 2008. A melhor saída para a Grécia, que está recebendo uma clara intervenção de Alemanha e França e passa a ser governada pelos dois países, é voltar ao dracma e abrir mão do euro. Digo isso como economista. Abs. e parabéns pelo blog, Leandro

    • janca

      Aí não sei dizer, Leandro, já li artigos defendendo a saída da União Europeia e artigos defendendo posição contrária, não tenho a minha formada. Grande abraço de qualquer jeito e valeu pelo comentário, Janca

      • Fabrício

        Nessa também vou ficar em cima do muro (hehe).

  • A Itália vai cortar 50% dos investimentos em esporte e ainda quer sediar os Jogos Olímpicos de 2020?

    portalolímpico.blogspot.com

    • janca

      É, Carlos Eduardo, pra você ver como estão as coisas… A situação na Itália está caótica, é a Grécia capítulo 2. Grande abraço, Janca

  • Mario

    Janca,
    Neymar não vai mais para a Europa até 2014. O Banco do Brasil estará bancando a sua permanência no Brasil. Sou a favor deste patrocínio ao Santos. Mas eu pergunto: E se o jogador pertencesse ao Corinthians? Garanto que vários jornalistas/bloguistas/torcedores estariam dizendo: Dinheiro público ajudando time particular. Teoria da conspiração CBF/Corinthians para ganhar mais títulos, etc,etc.

    • janca

      Oi Mario. Posso ser sincero? Sou favorável, claro, à permanência do Neymar no Brasil, embora ache que ele tem que fazer o melhor para a carreira dele. É que acho que, no momento, o melhor pra ele (e pelo jeito ele pensa o mesmo) é ficar. Em relação a patrocínio de empresa estatal no futebol de alto nível, como é o caso de um clube como o Santos, sou contra, como era contra patrocínio da Petrobras, por exemplo, ao Flamengo. Sempre fui contra, aliás. Abração e valeu pelo comentário, Janca

MaisRecentes

Saída de Lucas Lima



Continue Lendo

Dorival bombardeado



Continue Lendo

A grana de Nuzman



Continue Lendo