O jogo-chave da Lusa



Confirmado o título da Série B, tenho resposta na ponta da língua para quem me pergunta qual o jogo-chave da Lusa neste Brasileirão. Foi a estreia no returno, quando ameaçava cambalear, vinda de três fracassos, derrota para o fraco Vila Nova e empate contra o ameaçado Icasa em casa, além de empate contra o lanterna Duque de Caxias, e obteve nova força ao segurar um 0 a 0 de respeito contra o poderoso Náutico nos Aflitos.

Detalhe: a Portuguesa teve dois jogadores expulsos, Ferdinando e Marcelo Cordeiro, ainda no finalzinho do primeiro tempo. Mesmo com nove em campo, não deixou os pernambucanos jogarem na etapa final e com muita garra garantiu o empate.

Daí em diante foi só festa e disparou para a liderança e a conquista da Série B, invicta no returno.

Agora tem que manter o ritmo em 2012 pois o próprio Jorginho, que interessa a clubes como Palmeiras e São Paulo, pode sair. E foi ele o artífice desta Barcelusa, que pode voltar a ser mais Lusa do que Barça em 2012. Espero que não, espero que não, pois mesmo que hoje tudo seja festa não podemos nos esquecer que há sempre um amanhã. Que pode ser melhor, é verdade, mas também pode ser pior, como diria um amigo meu. É, o amanhã a gente nunca sabe, mas que é bom se preparar para ele, é. Elementar, meu caro Watson.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo