As joias da Coroa



A estrutura de funcionamento do esporte grego é parecida com a do brasileiro. Dinheiro do governo vai para a confederação olímpica que o repassa, de acordo com critérios próprios, às federações. Exceção é o futebol masculino, que vive com recursos privados.

Com a crise econômica do país, os cortes nos gastos com a preparação de atletas para Londres-2012 chegaram a 84% do previsto em 2008, logo após a Olimpíada de Pequim. A expectativa é que o país obtenha duas medalhas de bronze, nada mais que isso.

Pior: a Olympic Properties S/A, estatal montada para gerir o legado dos Jogos de 2004, quebrou. Como não tem sequer condições de manter a estrutura básica criada para o evento, colocou tudo que estava em seu poder à venda. São as joias da Coroa, como brincam os gregos.

Sem interessados na compra no mercado europeu, não é que já cogitam vender a estrutura para gigantes asiáticos? O problema: se a venda se concretizar, será por valor bem inferior ao investido no começo da década passada pelo governo grego. Falta de planejamento dá nisso…



  • Nilú

    Bom dia João
    E se tudo começou na Grécia, isto é, jogos olímpicos e crise européia…
    Imagine como é capaz de terminar por aqui…rs
    Ah! Já que está cedinho, qual o título da sua coluna de hoje no L!.
    Boa Terça. Nilú

    • janca

      Oi Nilú. Minha coluna hoje no L! é sobre minha posição contrária ao MMA. MMA e o circo romano. Achei importante colocar no diário até porque a modalidade vem crescendo cada vez mais, o que considero um reflexo da nossa sociedade. Vai ser praticada no Corinthians, tem apoio do Ronaldo e de outras celebridades, ganhou a novela das 8 (agora novela das 9), será exibida pela Globo… Enfim… Boa terça, João

      • Igor Leite

        Gostei de sua coluna hoje. Pra mim MMA deveria ser banido como era há alguns anos. Você falou tudo o que penso. Nossa sociedade está pobre, Janca. Podre. Abraço pra vocês

        • janca

          Valeu Igor. Obrigado pelo comentário. Já recebi vários e-mails sobre a coluna de hoje, à noite, quando tiver um tempinho, prometo responder todos. Abs.

      • Nilú

        MMA
        Só agora consegui ler sua coluna, muito bem escrita, pra variar, e até com um pouquinho de humor, mesmo falando de MMA , que da dinheiro e vai para a frente, porque a grande maioria dos homens e também mulheres, tem essa agressividade contida dentro de si, e assistindo aquilo é uma forma de coloca-la para fora através do outro, deu pra entender?_rs
        Não é pra rir, mas acho que quem vê e não que luta tem mais ira dentro de si. Outro dia conheci no meu bairro um rapaz, a namorada e a pitbull deles. Ele luta MMA, ele é…lá sei eu toda musculosa, forte mesmo, dois doces de pessoa, e a pitbull, então nem se fala, só sabia me lamber , abanar o rabo é dar a pata.
        Resumindo, mais culpados por esse tipo de_modalidade esportiva_ir adiante, é quem assisti, e faz com que o dinheiro role e muito.
        Espero que vc consiga responder todos seus e-mails, não deve ser fácil…Ótimo fim de dia. Nilú

        • Nilú

          Saiu no _responder_errado, paciência.
          Coisa de pisciana desligada_rs

        • janca

          Fácil não é, ainda mais com alguns agressivos _rs_ que não se conformam com minhas críticas ao MMA. Mas direito de opinião é direito de opinião, né? Vou escrever o que não penso? Bjs. João

  • Afonso

    A primeira coisa a cortar tem que ser mesmo o que é supérfluo. Tudo bem, esporte tem sua importância mas num país falido como a Grécia eles tem mais que cortar gastos em esportes. O que importa quantas medalhas vão ganhar em Londres?

    • janca

      Também acho que o governo tem de cortar seus investimentos no esporte, mas não considero esporte algo supérfluo, não. Pode ser importante instrumento para inserção social. Em relação a esporte de alto rendimento o papo é outro. De fato há coisas mais importantes na vida do que o número de medalhas que os gregos vão ganhar ou deixar de ganhar em Londres-2012. Abs.

  • Afonso

    O erro no Brasil é o financiamento público e o aparelhamento de federações e confederações. O COB ganha dinheiro das loterias e distribui a seu bel prazer pras confederações. Quem vota pra presidente do COB? As confederações. Quando o Carlos Nuzmann vai sair do poder? Quando ele quiser. Cargo vitalício é assim.

    • Andreia

      A CBF que eu saiba não tem dinheiro público e também o cargo de presidente parace ser vitalício, Afonso. Não é prerrogativa do COB.

      • janca

        É verdade, mas o sistema de votação é muito parecido, por isso ninguém tira Ricardo Teixeira nem Carlos Arthur Nuzman do trono. Abs.

  • Andreia

    Estive na Grécia em agosto e a situação lá tá fervendo. Passei pelo parque olímpico, tudo deteriorado. A diferença com o Brasil é que lá o povo reclama. Não falta taxi no país, uma coisa que notei, mas eles estão usando os táxis como se fossem ônibus, transporte coletivo, você não faz um trajeto sozinha a não ser que pegue o carro no hotel.

    • janca

      De fato lá o povo reclama. Sobre táxi, acho que até já coloquei isso em algum post, durante a Olimpíada era assim também. Você entrava num veículo e se tivesse mais gente indo na mesma rota que você poderia entrar também. Funcionava como uma espécie de lotação. Abs.

  • Johannes

    Bom dia João Carlos,
    Vivemos num país de egoísmos não coibidos, …isso transborda para o COB também e para as federações esportivas…interesses individuais e panelinhas prevalecendo sobre o interesse coletivo…gente querendo se perpetuar em cargos..essa coisa vitalícia que foi comentada aqui…Nuzmans e Teixeiras…Blatters e Havelanges..Na Grécia deve ter acontecido algo parecido em vários níveis para que a coisa chegasse onde chegou tanto no esporte quanto na economia.
    Egoísmo é a nossa mazela espiritual…

    • Fabrício

      Não é egoísmo, é ganância mesmo.

      • Johannes

        como se diz hoje em dia Fabrício, junto e misturado.

        • janca

          É isso mesmo, Johannes, você sempre com uma boa tirada, junto e misturado. Grande abraço, João Carlos

  • Fabrício

    Alguém viu a posso do Aldo Rebello ontem? Que vergonha!

    • janca

      O Rebelo não é da área, não é um técnico, não está lá por mérito próprio. Foi uma vergonha mesmo, Fabrício. Abs.

  • Eduardo

    Eu já não queria a copa por aqui mesmo, a sua coluna só serve para reforçar o meu sentimento.
    Estamos aqui gastando horrores com estádios e não vejo o resto…

    • janca

      Oi Eduardo, entendo sua posição. Eu sempre quis a Copa aqui, mas não do jeito que as coisas estão sendo feitas. O orçamento até agora não está fechado… Aeroportos parecem rodoviárias de antigamente… Cadê a infraestrutura? Sem falar nos bilhões para estádios. Tudo dinheiro público. Meu, seu, nosso. Abs.

  • Dani

    João, vi você na Gazeta, foi muito bem na entrevista, com certeza tá todo mundo querendo ver seu filme, ainda mais depois da propaganda que você fez. O Reserva Cultural imagino que lute amanhã, né? Boa sorte. E você na TV é descontraído, boa praça, muito divertido. Até autógrafo pra Mama Bruschetta pediu (hehe). Bjs. Dani

    • janca

      Obrigado, Dani, também acho que dei um show no programa _risos. Brincadeira, mas foi bem bacana. A Cátia Fonseca, apresentadora, fez boas perguntas e isso nos ajudou. E amanhã e quinta teremos as duas últimas sessões do nosso filme na Mostra, que termina na própria quinta. Mas amanhã fao, ou melhor, escrevo sobre isso. Bjs. João

MaisRecentes

O fico de Ceni



Continue Lendo

A vez de Cássio



Continue Lendo

Nova zaga são-paulina



Continue Lendo