A volta da Lusa



Ao abrir 16 pontos de vantagem sobre o quinto colocado, agora o Sport, faltando apenas sete rodadas para o término da Série B e com confrontos previstos entre times do G4 ou candidatos a, a Lusa pode começar a festejar sua volta à elite do futebol.

Um feito para um clube que há poucos anos quase caiu para a Série C e, atolado em dívidas, chegou a cogitar fechar o departamento de futebol.

Com um planejamento simples, traçado pelo competente Jorginho, técnico de primeira divisão que não faz marketing pessoal, ao contrário de tantos que conhecemos por aí, a Portuguesa mostra um lindo futebol, marcado pelo poder ofensivo, com média de mais de dois gols por jogo.

Agora é pensar no título. Tem dez pontos de vantagem sobre a Ponte Preta, seu rival daqui a duas rodadas no Canindé.

Os próximos quatro jogos serão complicados, mas os últimos três, em tese, mais fáceis, especialmente as partidas contra Vila Nova e Duque de Caxias, times fincados no Z4, a faixa dos quatro que caem. O Icasa, na última rodada, em jogo fora, até pode complicar.

Temerosa de perder atletas para 2012, o que deve acontecer, já que o próprio capitão Marco Antônio deu a entender que não fica para o próximo campeonato, a diretoria tenta se mexer e reforçar o elenco, suprindo eventuais perdas.

A principal seria Jorginho, técnico que chegou a ser assediado por são-paulinos com vistas à próxima temporada.

Ainda endividada, a Lusa fez um planejamento de reestruturação financeira, ajudada pelo banco que a patrocina, e tem conseguido pagar os salários em dia. Sonha grande para 2012. Quer aumentar sua torcida, expandindo-a além da comunidade portuguesa, e tenta finalmente tirar do papel o projeto de transformar o Canindé numa arena multiuso.

Isso é pensar grande, algo que outros times da elite não têm feito. E alguns de tradição, como o Guarani, que volta à zona de rebaixamento para a Série C, também não. Tanto que até cozinheiras e ajudantes de cozinha não têm recebido pagamento e ameaçam nova greve, deixando os jogadores de estômago vazio. Pois de bolso vazio já estão há um bom tempo…



  • Mendes

    Até que enfim alguém fala da Lusa. Sou torcedor fanático da Portuguesa e sinto muito não ter oportunidades de ler sobre o time nos jornais. Mesmo o Lance, principal jornal esportivo do país, dá pouco destaque pro nosso time, nem ficha técnica publica. Acho discriminação. Parabéns por ir contra a corrente, amigo Janca. Marcelo Mendes, Lusa com muito amor

    • janca

      É que o L! não publica ficha técnica de jogos da Série B, Mendes. Agora, voltando à Série A, o destaque para a Lusa será maior, não só por parte do L!, mas da mídia em geral. Não se trata de discriminação, não. Grande abraço, Janca

  • Barcelusa 2011

    Oi João, sempre um prazer vê-lo escrever sobre a nossa Lusa. Estamos voltando à primeira divisão, muita alegria, muita felicidade e continue falando do nosso time. Agora rumo ao título, camarada. Abraços do Barcelusa 2011, quase Barcelusa 2012, João

    • janca

      Muito bacana a fase que atravessa a Lusa. E muito bonito o futebol apresentado pelo time. Agora rumo ao título, como você bem disse, João

  • BUGRE FERIDO

    Janca, a situação do Bugre está de doer. Os jogadores estão fazendo corpo mole e a torcida num sofrimento de matar. Faça um post sobre o Bugre, fale com os diretores e entreviste jogadores pra ver se a coisa melhora, Janca

    • janca

      Não tenho esse poder, todo, bugrino, mas penso em postar sobre seu time, sim. Não sei se os jogadores estão fazendo corpo mole, penso o contrário, eles vinham se esforçando tanto e com tão pouco reconhecimento da torcida, sem salário, sem nada, uma hora a peteca cai. Abs. e recuperação para seu time no campeonato, Janca

  • Johannes

    Agora vêm o grande desafio da Lusa, se manter na série A e escapar da rotineira gangorra por que passam clubes como Ponte Preta,Sport, Náutico e a própria Portuguesa. Um desafio orçamentário…

    • janca

      É, você sempre põe o dedo na ferida. Desafio orçamentário, se não acontece o que houve em 2008 com a própria Lusa. Tendo voltado no ano anterior à Série A, não é que disputou a primeira divisão e caiu novamente? Abs. e valeu pelo comentário sempre pertinente, Johannes, João

  • Lily Martins

    Oi João, li sua coluna ontem sobre o documentário que você vai lançar na Mostra. Muito bonito o texto, estou curiosíssima pra ver o filme. Já saíram as datas da Mostra? Bjs. e boa sorte pra você, Lily

    • janca

      Oi Lily, você encontra informações no site http://www.sobrefutebolebarreiras.com.br, ok? Espero não ter errado o endereço _risos. De qualquer jeito amanhã vou postar sobre isso e a estreia do nosso doc. Bjs. João

  • André

    Gostei muito da sua participação hoje no Arena, seu filme deve ser demais. Parabéns, André

    • janca

      Obrigado, André. O filme é bacana mesmo, mas não é só meu. É do Arturo Hartmann, do José Menezes e do Lucas Justiniano, três baitas profissionais. Abração e obrigado mais uma vez, Janca

  • Fernando

    Fiz as contas e a Lusa com 64 pontos já está classificada, não? Não eram precisos 63 pontos?

    • janca

      Matematicamente ainda não, mas a classificação dessa vez não escapa. Se tudo der errado, a Lusa ainda pode terminar em sexto e seguir na Série B. Mas não vai dar, são 16 pontos de vantagem para o quinto colocado e só faltam sete rodadas. Abs.

  • João Rocha

    Olá, amigos do Lance.
    Sou torcedor da Portuguesa, aqui, em Arapiraca-Al., terra do ASA, mas confesso com franqueza:
    o que o time da Lusa tem sofrido para aparecer nas páginas não é mole. Vocês sabem dizer qual o motivo? Em certas ocasiões acho que é problema de marketing, já que a diretoria no clube não pode
    liberar grana para publicação de seus programas esportivos, como fazem outras equipes. Estou certo ou não? Gostaia de saber de vocês aí, que acompanham de perto a vida dos clubes, qual é o volume do orçamento de um time para participar da sériie B? Esse assunto quero publicar no meu
    blog, João Rocha – Umas & Outras ( http://www.joãorocha1.blogspot.com ). Agradeço e vou mencionar o Lance na matéria. Um abraço. Ok?

    • janca

      Oi João Rocha, sobre o “orçamento” de um time para participar da Série B não há um valor definido, como não há para a Série A, depende muito de cada caso. Em relação ao pouco espaço para a Lusa na mídia pesam dois fatores: o tamanho da torcida, bem pequeno quando comparado a outros clubes grandes, e a fase do time, que não era nada boa, tanto que estava na Série B desde 2008. A diretoria quer tentar, com o acesso à Série A, mudar esse quadro. Vamos ver se consegue. Grande abraço, João Carlos

MaisRecentes

Fuga de patrocínio



Continue Lendo

Verdão vai às compras



Continue Lendo

Contas corintianas



Continue Lendo