A solidão dos números primos



Peço licença para não tratar hoje de Copa ou Olimpíada, deixando as denúncias de corrupção contra o ministro do Esporte de lado. Porque corrupção cansa, embora fica aqui a esperança de que Orlando Silva seja a bola da vez e a ciência de que as denúncias são necessárias no processo político, até para Dilma fazer nova faxina.

Deixando isso de lado, quero falar escrever sobre o quê? Talvez sobre um filme que adorei e que vi em DVD.

“A Solidão dos Números Primos” é a história de duas crianças que têm de lidar com seus traumas e crescem isoladas da sociedade. Como números primos, divisíveis apenas por um e por eles mesmos. Encontram-se na adolescência e se reconhecem pela dor. Dor que une ou separa as pessoas. Dor. Simplesmente dor.

 



MaisRecentes

A matemática do futebol



Continue Lendo

A melhor do mundo



Continue Lendo

Aprender a perder



Continue Lendo