Nó no transporte para 2014



O ministro das Cidades, Mário Negromonte, pediu urgência em estudo sobre o efeito das desapropriações em 49 projetos de mobilidade urbana para a Copa de 2014.

Análise preliminar indica que pelo menos 11 deles enfrentam problemas com desapropriações.

Fortaleza e Belo Horizonte são as cidades que mais têm tido dificuldades com a construção de trilhos e ampliação de avenidas para a Copa de 2014, já que uma enxurrada de proprietários começa a ir à Justiça com receio de perder seus imóveis e não receber valores condizentes com os mesmos.

Tanto Fortaleza quanto Belo Horizonte temem atraso nas obras de mobilidade urbana devido às desapropriações, mas o mesmo ocorre com as outras dez cidades-sede para a Copa.

Representantes do governo do Ceará têm mantido contato com moradores que serão afetados com as obras desde o início do ano, mas até agora não chegaram a um consenso.

A União não descarta alteração na lei de desapropriações para agilizar as operações, mas para Negromonte só isso não basta. Apoiado por pelo menos 7 dos 12 prefeitos das cidades-sede, quer restringir a livre circulação de veículos durante o Mundial de 2014. Uma das ideias é impedir que veículos particulares transitem por determinados locais em dias de jogos e implantar o sistema de rodízio já existente em São Paulo nas demais localidades. No caso da capital paulista, ele seria ampliado.

A solução pode até ser imediatista, mas seria prática. O problema é que a melhoria no sistema de transporte público nas grandes cidades, um dos principais legados da Copa, acabaria ficando praticamente na conversa. Ou na promessa de políticos e dirigentes esportivos em 2007, quando o Brasil ganhou o direito de abrigar o Mundial.

 



  • http://www.futebolcomoscurcinos.com
    ESCUTE NOSSO 6º PROGRAMA COM COMENTARIOS SOBRE A 26º RODADA DO BRASILEIRAO. PALPITES, HEROIS E VILOES DA RODADA, O QUADRO: A CULPA É DE QUEM??!, HUMOR E PAIXAO PELO FUTEBOL!E
    CURTA E DIVULGUE, PORQUE FUTEBOL COM OS CURCINOS FOI FEITO PRA VC! O MELHOR DO FUTEBOL BRASILEIRO!

    • Leandro

      Oh mané, vai divulgar seu site supérfluo em outro lugar.
      Esse post é sobre coisa SÉRIA, nosso DINHEIRO e as óbvias MENTIRAS que, mais uma vez, acreditamos CALADOS.
      É por causa de gente como você, que desvia o foco de assuntos sérios com piadinhas e coisas pequenas, que nunca conseguimos viabilizar um protesto que realmente surta efeito e por isso temos que aturar os mandos e desmandos desses figurões.

    • Leandro

      João Carlos Assumpção,
      Aconselho que comentários como esse sejam prontamente excluídos, pelo bem do nosso país. Podemos fazer uma diferença, positiva ou negativa, na família, na empresa, na cidade, no país e no mundo a todo instante!

  • Rodrigo Banho

    Começou… sabia que ia acontecer.

    Melhoria no transporte público? Metrô? Construção de vias? Nada disso…. vai acabar tudo como no PAN-2007: faixa exclusiva para as delegações andarem livres e todo o povo se espremendo nas vias que sobrarem, engarrafamento… e rodízio de veículos da população…

    hahahahahah é incrível como somos um país sério. E tem gente que ainda acredita nisso!

    • Leandro

      Começou não né Rodrigão, infelizmente esse já é praticamente o fim. E o pior, já estamos numa situação de perde ou perde, pois já derrubamos varios estádios. Precisamos agora saber escolher por qual caminho perderemos menos. Acredito que seja “doando” essa copa-2014 para os EUA, se possível, transferindo nosso direito de sediar o mundial para 2026 e começar a trabalhar DIREITO, a partir de ONTEM, até 2026, começando por EDUCAÇÃO e SAÚDE, só com essa base e com esse prazo conseguiremos desenvolver o país a ponto de organizar um mundial decente e que realmente valorize o pais.

      • janca

        Oi Leandro, sabe que apesar dos pesares ainda tenho esperanças de que trabalhemos melhor até 2014? Sempre fui a favor da Copa no Brasil, mas entendo a posição de quem era ou ficou contra. Temos, de fato, investimentos muito mais sérios a fazer, como nos setores de educação e saúde. Dá pra ver que você é um cidadão consciente. Mas como apontou o Renato Sá se tivéssemos ganhos com infraestrutura, melhora na mobilidade urbana etc. etc. etc., contanto que com preços condizentes com as obras, a Copa teria muito a acrescentar ao Brasil. O que não podemos, mas é o que estamos vendo, é repetir o exemplo do Pan, com um preço dez vezes maior do que o orçado e um legado ridículo ao povo brasileiro. Abs. e valeu pelo comentário, João

        • Leandro

          Janca, respeito sua opinião, mas sou categoricamente contrário. Se eu fosse canadense, finlandês, sueco, australiano ou mesmo chileno eu até acreditaria nisso, mas como sou brasileiro sabia desde 2007 que era tudo propaganda enganosa, ou melhor, MENTIRA NA CARA DURA. E sabe o por que da minha certeza? Um povo sem uma base MÍNIMA de EDUCAÇÃO e SAÚDE não tem condições de EXIGIR e CONTROLAR NADA. Prova disso é que nos últimos anos nossa economia cresceu acintosamente, porém, ao mesmo tempo, os escândalos de corrupção e má administração pública cresceram assustadoramente. Um dia acreditei que isso era um grande avanço, pois o que crescia na realidade era apenas a exposição dos fatos que sempre ocorreram, mas essa grande exposição ta aí a tempos e a impunidade continua reinando. Por isso hoje acredito que DENÚNCIA SEM PENA É PROPAGANDA DA IMPUNIDADE! E enquanto essas coisas básicas não evoluírem consideravelmente a copa só poderá mesmo ser do BraZZZil mas não dos brasileiros.

          PS: O Pan teve legado ZERO ou NEGATIVO, a exemplo, o parque aquático Maria Lenque nem água tem, quanto menos esporte. E a copa e olimpiadas serão muito maiores e, consequentemente, muito piores.

          • janca

            Eu entendo e hoje penso que talvez certo esteja você. Vários amigos meus pensavam exatamente do mesmo jeito que você em 2007 e também quando o Rio foi escolhido sede da Olimpíada. Vários torceram contra não por serem contra o Brasil, mas justamente por serem a favor. Confesso que torci para o Rio ganhar em 2016, apesar do Pan, ainda acreditando que poderíamos fazer algo diferente. Não me arrependo de ter torcido a favor, mas entendo perfeitamente quem não quer a Copa ou os Jogos Olímpicos aqui. Não diria que o legado do Pan foi zero, mas acho que ficou bem perto disso. Bem perto mesmo. Abs. e valeu pela contribuição ao blog, Janca

        • Rodrigo Banho

          João Carlos, quanto a esta questão de legado de infra-estrutura, eu acho que não podemos cair nesta estória… Porque é preciso ter Copa do Mundo e Olimpíada para se investir em infra-estrutura? Se os recursos fossem privados tudo bem… Seria uma maneira de atrair investimento. Mas não! O que estamos vendo (e o que já era previsto) é todos os recursos sendo de origem pública! E mais: superfaturados, mal administrados… o meu, o seu e o nosso sendo gastos com má fé e sem responsabilidade! A vinda da Copa e das Olimpíadas para cá serviu, apenas, para dar aval à gastança e ao superfaturamento.

          • janca

            É, mais poderia e ainda pode ser diferente. Sei que parece meio (ou muito) utópico, mas além do ganho de infraestrutura, que certamente será muuuito menor do que o prometido, temos a oportunidade de criar empregos, usar o esporte como instrumento de inserção social, ganhar com turismo, mas de fato é uma pena. Os custos sobem e o legado cada vez parece que vai ficar menor, como o próprio post dá a entender. O próprio governo, na verdade. Abração, João Carlos

  • renato sá

    Não me convidaram, pra esta festa pobre…

    Pra realizar a Copa 2014 três argumentos foram utilizados para convencer o mundo! Para o mundo, exceto o Brasil, a oportunidade da Copa no País do Futebol, Samba e Carnaval. Para nós, brasileiros, restaram os outros dois argumentos. Um impreciso, um sonho, uma possibilidade: Ser Campeão aqui dentro.

    O outro, o terceiro argumento, este sim objetivo e palpável: O Legado de Infraestrutura. Sim, pois o legado do esporte, essa falácia ficou para 2016. Mas o legado da infraestrutura é algo cativante, enche os olhos (e os bolsos de alguns). As maiores cidades do País teriam seus caóticos problemas de mobilidade resolvidos. O problema da violência seria reduzido. Aeroportos, ferrovias, espaços públicos de lazer, enfim um mundo novo do qual sempre acompanhamos de longe, sempre sonhávamos quando víamos Copas e Olimpíadas. Sim, este mundo novo batia a nossa porta dizendo “deixe-me entrar”. Alguém iria negar? Alguém iria fechar as portas para ele?

    Pois o que estamos vendo, aeroportos terão “puxadinhos” provisórios para o mês da copa, Feriados, Férias escolares e Rodízio. Nada da prometida infraestrutura. E no lugar do novo mundo, esta festa pobre, que não somos convidados e só armaram pra nos convencer… BRASIL!

    • janca

      E o principal para nós, brasileiros, seria mesmo o legado da infraestrutura, que jeito está indo para o espaço. Sem falar que o próprio governo admite não ter ideia de quanto custará o show. Isso a menos de três anos do início da Copa e há quase quatro da escolha do Brasil como sede. É triste mesmo. Abs. e valeu pelo comentário, João

  • Acho então que o governo deveria melhorar as taxas de juros para população comprar mais bicicletas com preços bem baixos assim melhoraria o transito e a saude da população.

  • NOSLIE

    BRINCADEIRA !! QUERO VER SE ALGUM POLITICO OU “AURIDADE DO JUDICIARIO “VAI DEIXAR SEU CARRO EM CASA , PARA IR DE TRANSPORTE PUBLICO ! QUE TRANSPORTE PUBLICO TEMOS ????
    NO RIO , PARA A ALEGRIA DO EMPRESARIO DE ONIBUS ESTÃO CONSTRUINDO VIAS PARA ONIBUS . POR QUE NÃO METRO ?? SAI + CARO ??? SAI SIM + E + EFICIENTE ! E OUTRA SE NÃO DAVA , NÃO SE CANDIDATAVA PARA A COPA NEM PARA OLIMPIADAS ! ESTAMOS ROUBADOS ! A NÃO AGORA AS COISAS VÃO MELHORAR ! CHEGOU UM NOVO PARTIDO ! DO KASSAB AGORA TEMOS 28 ! QUE MARAVILHA ……………………………………………………………………..
    ENQUANTO NA SAUDE , NAS ESCOLAS ,

  • Saguie

    …às vezes tenho vergonha de ser brasileiro. Como diz a música : A GENTE SOMOS INÚTIL !!

    • Leandro

      Gosto dessa também: Transformam o país inteiro num puteiro, pois assim se ganha mais dinheiro!
      E não tenho vergonha de ser só brasileiro não, muitas vezes tenho vergonha de ser humano, racional, ve se pode…

      • janca

        Eu entendo sua revolta, Leandro. Viver é complicado mesmo. Não só no Brasil. Às vezes, como já disse aqui, eu me sinto num livro de Kafka. Abração procê, Janca

  • Johannes

    Medir os prós e os contras de um evento como esse é difícil, mas sem as obras de infraestrutura serão apenas os elefantes brancos, estádios caros, enfim, Mundial para empreiteiros e para que alguns políticos possam retrinuir incentivos de campanhas anteriores e futuras…ainda assim haverá um grande ocupação hoteleira e movimentos em restaurantes, etc, hávera um aquecimento temporário de alguns setores e oportunidades, embora o perfil do turista que vêm para o Brasil seja bem menos familiar do que o que esteve na Alemanha, haverá provavelmente um aumento da prostituição rolando em Fortaleza e Natal por exemplo, coisa que já é frequente em período de férias, provavelmente drogas também, Aquele turista que vêm para conhecer a cultura e desfrutar com a família não creio que seja maioria. Mas é isso resta torcer para que haja alguns elementos positivos dentro dessa bagunça….

    • janca

      É, Johannes, bem lembrado, ainda tem o risco de prostituição infantil, essa sim uma questão séria que o governo diz que está coibindo. Ou tentando controlar. Enfim, os elefantes brancos são outro risco que corremos. E infraestrutura, que seria um dos grandes legados, por enquanto anda a passos de tartaruga.

  • Nilú

    Como é gostoso ler um post onde a grande maioria coloca sua opinião com educação, respeito pelo idéia do outro e inteligência. O que se tira dessa leitura só nos acrescenta. Idéias diferentes não precisam ser necesssriamente conflitantes. Eu sinceramente acho sim que precisamos investir em outros setores, mas se este país fosse correto, claro que essa Copa traria benefícios, seria totalmente positiva. Mas como voltar para trás é quase impossível, vamos para frente, esperando que o melhor aconteça. Tem gente que quer o pior, só para dizer que tinha razão, isso na minha opinião é um absurdo, mas existem seres humanos inexplicáveis._rs
    E esperando que o melhor aconteça…bom jogo._rs Nilú

    • janca

      Também gosto de ouvir opiniões diferentes e bem fundamentadas, como as que apareceram nos comentários a este post. Entendo perfeitamente as razões de quem era e continua sendo contra a Copa e a Olimpíada no Brasil, embora eu ainda seja favorável. A experiência do Pan de 2007 era para não ser repetida, mas infelizmente não é isso o que estamos vendo até aqui. Boa quinta, João

  • Lúcio

    Quando se trata do tema da mobilidade urbana na Copa do Mundo, impõe-se uma questão crucial: os mais de R$ 3 BILHÕES que sangrarão os cofres públicos para o absurdo, faraônico e injustificável AEROTREM DO MORUMBI.

    Onde está o Ministério Público, que ignora a mais perdulária despesa do erário a pretexto da Copa do Mundo, para uma obra em benefício de um estádio particular que foi reprovado para o evento de 2014?

    Por que nada se lê ou se ouve na imprensa (supostamente) mais consciente?

    Como é possível aturar tamanha desfaçatez de um presidente de clube(http://www.lancenet.com.br/minuto/Juvenal-consegue-bilhoes-entornos-Morumbi_0_465553620.html), quando, por muito menos, outros dirigentes esportivos são implacavelmente patrulhados e espinafrados?

    AEROTREM DO MORUMBI: NÃO!!!

    • janca

      Oi Lúcio, em tese também sou contra, mas quero me informar melhor sobre o assunto para poder opinar melhor e até escrever um post sobre o assunto. De qualquer jeito acho que você tem razão. Absurdo este gasto todo. Abração, Janca

MaisRecentes

A tática da CBF



Continue Lendo

Itaipava no Timão



Continue Lendo

Decepção são-paulina



Continue Lendo