Jantar com Neymar



Com um grupo de jornalistas jantei com Neymar, que não conhecia pessoalmente e achei gente fina pacas.

Com bom senso de humor, ele disse que não aguenta mais responder se vai jogar no Real Madrid ou no Barcelona. Admite que tem propostas de ambos os clubes, mas insiste que, por enquanto, fica no Santos até porque chegou a dizer que agora não teria lugar em nenhum dos principais times espanhóis. Amanhã, quem sabe…

Neymar iniste que quer mesmo defender o Santos no Mundial no final do ano, de preferência disputando a decisão contra o Barça. E vencendo, claro.

Acha que tem muito a fazer no Brasil e queria um projeto de empresas nacionais para manter as revelações no futebol brasileiro até a Copa de 2014. Revelações como ele próprio, Lucas, Ganso…

Para Neymar, atuar na Europa seria uma baita experiência, mas ele insiste que a prioridade é ficar no Brasil. E que a palavra final não será do Santos, mas dele próprio. E de seu pai, a pessoa que mais o aconselha no mundo.

O jogador reclamou ainda que ninguém lhe perguntava sobre a vitória contra o Corinthians e que já respondera mais de 70 perguntas sobre a possível transferência para o Real. E pela primeira vez como jornalista pedi um autógrafo a um jogador. Não era para mim, mas para meu sobrinho Raul, que tem 2 anos e 10 meses, é fã do Neymar e sabe tudo do Santos e do futebol em geral. Conhece até o Duque de Caxias e o Salgueiro, lanternas da Série B. Mas isso é uma outra história…



  • Dani

    João, como sempre legal o jeito como você coloca as coisas. Com sensibilidade. Deve ter sido divertido o jantar. Boa noite, Dani

  • Antonio Lima – DF

    João, hoje, tentei assistir ao Bem Amigos, com Galvão Bueno. Olha, é patético a forma como o Galvão aborda o tema, como se o Neymar estivesse “desrespeitando” o Real e/ou Barça, por não ir embora. O Galvão, inclusive, citou o caso do jogador alemão Ozil, que disse que era titular da seleção alemã, mas que era uma honra ir jogar no Real; era a realização de um sonho. Dessa forma, o Neymar, que joga no Brasil e no Santos, não teria direito de dizer não, já que um alemão não resistiu ao Real. Fiquei indignado com essa postura; tal falácia foi um desrespeito ao Santos, ao futebol brasileiro e ao Brasil. Para Galvão, é um absurdo o jogador brasileiro dizer não ao um clube europeu. Patético!!! Eu sei que a Globo só quer ver o bem do Flamengo e Corínthians, em detrimento dos outros clubes. Essa, para mim, é a única razão que justifique a atitude do Galvão: enfraquecer os outros clubes brasileiros. Fiquei revoltado.

    • janca

      Oi Antonio, eu confesso que não vi o programa, até porque estava no jantar com o Neymar. Mas acho que temos que respeitar a decisão do jogador, seja ela ficar no Brasil ou ir para a Europa. Grande abraço pra você, João

  • Nilú

    Oi João
    Sabe que eu estou começando a mudar minha visão sobre o Neymar como pessoa , e o legal é que é para melhor, ainda bem!!! Super terça! Nilú

    • janca

      Eu não tinha uma opinião formada, Nilú. Na verdade apenas fiquei observando, observando, observando, as perguntas da imprensa, o social que ele tinha que fazer, a responsabilidade que tem nas costas… E achei o Neymar com bom senso de humor, um menino, um pouco tímido, talvez querendo falar sobre outras coisas, tendo que ficar preso a um protocolo. Fiquei com a impressão de que é bem gente boa. E fico na torcida para que não se perca no caminho, como muitos de nós nos perdemos. Mas depois podemos achar outra rota _nada a ver com a Rota do Maluf, era só o que faltava_ e mais outra e mais outra e mais outra. Ótima terça pra você também, João

  • http://WWW.FUTEBOLCOMOSCURCINOS.COM
    ESCUTE NOSSO 5º PROGRAMA COM COMENTARIOS SOBRE A 24º RODADA DO BRASILEIRAO. PALPITES, HEROIS E VILOES DA RODADA,HUMOR E PAIXAO PELO FUTEBOL! CURTA E DIVULGUE, PORQUE FUTEBOL COM OS CURCINOS FOI FEITO PRA VC! O MELHOR PODCAST DO FUTEBOL BRASILEIRO!

MaisRecentes

Protestos à vista



Continue Lendo

Ajustes no São Paulo



Continue Lendo

Mattos em xeque



Continue Lendo