Jogar para os fantasmas



Fico pensando o desafio que deve ser atuar no Duque de Caxias, lanterna da Série B e já quase rebaixado para a C, embora ainda faltem 16 jogos para terminar sua participação na segundona.

Em 22 partidas o time conseguiu apenas 9 pontos. Na última terça, fez o duelo dos piores. Enfrentou o Salgueiro, em Volta Redonda, aonde manda seus jogos, saiu na frente, mas “permitiu” a virada do rival, que segue em penúltimo, agora com 19 pontos, dez a mais do que o Duque. Lembrando que os quatro piores caem para a terceira divisão do ano que vem.

O estádio deserto, deserto, deserto. Apenas 53 pagantes testemunharam a tragédia do Duque de Caxias.

Enquanto a imprensa exalta o São Paulo de Rogério Ceni, que com muitos méritos e para minha surpresa chegou à liderança provisória do Brasileirão, já que vinha fazendo campanha irregular no campeonato, ninguém fala do Duque de Caxias.

Fico pensando o que deve ser levantar da cama, treinar, entrar em campo, viajar, sabendo que o fim parece próximo. Pelo menos o fim neste campeonato, em que o time vai de mal a pior. Como deve ser difícil se preparar para um jogo sabendo que não haverá mais do que 50 torcedores presentes. Jogar para os fantasmas.

Aonde encontrar motivação? Porque a motivação estava lá. Quando marcou seu gol, não faltou vibração ao Duque de Caxias, seus jogadores comemoram muito, olharam para os céus, agradeceram…

Então penso nas palavras do escritor Michel Laub, que escreveu um livro sobre futebol, assunto que ele mesmo chama de público, tendo o Gre-Nal como pano de fundo. Para ele o que vale na obra, “se é que algo vale”, como disse o autor a “O Globo” e eu digo que vale, são os dramas individuais que se relacionam com o todo.

Também penso assim. Mais do que a história de cada um dos mais de 60 mil torcedores que foram ontem ao Morumbi fico curioso com a dos 50 e tantos que acompanharam o jogo dos lanternas da Série B.



MaisRecentes

São Paulo em parafuso



Continue Lendo

Conversas com um jovem…



Continue Lendo

Lucas Lima abalado



Continue Lendo