Tardes musicais



Como futebol também é cultura, vamos mudar um pouco o foco e deixar nossos dirigentes esportivos, pelo menos por algumas horas, de lado.

Ontem cheguei a dar uma dica a quem mora em SP ou estaria na cidade hoje, sábado (27), uma visita ao Museu do Futebol, no Pacaembu, onde acontece encontro de colecionadores de camisas de times de futebol.

Uma outra opção, essa para quem gosta de música e instrumentos antigos, é uma visita à Fundação Cultural Ema Gordon Klabin. Às 16hs30 acontece a apresentação de um duo formado por Cecília Moita e Clarissa Bomfim, que tocam cravo e flauta transversal de madeira.

O evento, “Do Barroco ao Clássico, uma Nova Leitura”, faz parte das tardes musicais da fundação, é gratuito e para quem quiser chegar uma hora mais cedo o acervo da casa é lindíssimo. Para mais informações o telefone da fundação é (11) 3062 5245.

Tive oportunidade de frequentar o local com minha mãe e especialmente com minha avó materna quando criança, já que as duas eram contraparentes da dona da casa, e a impressão que tinha era de que tudo era gigantesco, enorme.

Depois de revê-la, a casa, não a dona, que morreu em 1994,  achei tudo menor do que imaginava. Há só dois quartos na casa. Mas que quartos, com quadros de Chagall, Segall e tantos outros artistas de renome.

O piano é de 1911, completou 100 anos de vida. De vida, pois ainda é utilizado. Os jardins são belíssimos.

Só pena que quem estiver lá irá perder o jogo da Lusa, que se vencer o Icasa no Canindé, termina o primeiro turno da Série B com 40 pontos, o que seria o recorde do torneio, hoje em mãos do Corinthians. Quando o Timão disputou a Segundona somava 39 pontos antes de iniciar o segundo turno, pontuação que nenhum time superou até hoje. Quem sabe a Lusa não consiga?

É, a vida é feita de escolhas. Algumas mais fáceis, outras mais difíceis, mas é feita de escolhas, embora do acaso também. Um bom sábado pra todos, boas escolhas, hoje e sempre, João



MaisRecentes

A matemática do futebol



Continue Lendo

A melhor do mundo



Continue Lendo

Aprender a perder



Continue Lendo