Os jogos de que gosto



Muitas pessoas adoram ver jogos como Espanha x Itália, Holanda x Alemanha, as grandes potências do futebol em ação. Para mim chamam atenção partidas entre seleções de nível médio ou até entre duas equipes consideradas fracas.

Pois são jogos pouco divulgados, pouco vistos, em que você sempre pode encontrar algo novo, diferente, algo fora do comum.

Para fugir um pouco das tensões do dia a dia gosto de ler, entre algumas obras “pesadas”, livros mais leves, daqueles considerados descartáveis por muita gente. Aproveito para ler em inglês ou francês e treinar os idiomas. Como gosto de romances policiais é por eles que tendo a optar nestes momentos em que preciso relaxar a mente.

Tenho me dedicado a obras de autores escandinavos, livros que trazem histórias de violência doméstica em lares suecos, por exemplo, um assunto de que poucos falam. Ou conhecem. Mas que os escritores suecos têm explorado bem.

Costumo devorar este tipo de livro. Estou quase terminando um escrito por Camilla Lackberg, que mora em Estocolmo. Como pano de fundo da história, aparece o fascínio que o esporte desperta em muitas pessoas. Um jogo de hóquei no gelo entre Suécia e Canadá, uma partida de futebol entre Suécia e Bielorrússia. Não é demais poder ver Suécia contra Bielorrússia? Uma experiência diferente e que pode surpreender.

Por isso adoro o canal Eurosport, que acompanho quando estou no Velho Continente. Tem cada jogo bacana de times que desconhecemos…

Temos que nos aproximar do diferente e não ficar apenas no chavão, restrito às seleções de elite. Pois essas cansam e têm histórias manjadas. Suécia e Bielorrússia  não, são seleções que trazem histórias novas. Como a que descobri durante a Copa de 1998, ao cobrir um jogo da Dinamarca, que pegaria o Brasil nas quartas-de-final. Não é que seu goleiro _Peter Schmeichel_ era fã de música clássica? E além de jogar no gol era… pianista clássico amador? Fiquei fascinado por isso. Histórias, histórias, tanta coisa que a gente desconhece… O mundo é maior do que a gente pensa. E pode ser mais interessante. Uma bela terça pra todos, João



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo