Record volta ao ataque



A Record deve voltar ao ataque. A emissora, que vinha denunciando negócios de Sandro Rosell, o presidente do Barcelona e ex-representante da Nike no Brasil, quer voltar a explorar a amizade do dirigente com Ricardo Teixeira para esmiuçar os negócios do espanhol com a seleção brasileira.

Rosell seria um dos sócios da empresa investigada pela polícia na apuração de mais de 9 milhões de reais saídos dos cofres do Distrito Federal por conta do amistoso Brasil 6 x 2 Portugal, em novembro de 2008. A empresa teria sido constituída com capital social inferior a 1 mil reais pouco mais de um mês antes do jogo. Sem licitação, ganhou “de presente” a montagem da festa e da partida, causando rombo aos cofres públicos.

Graças a Teixeira, Rosell teria conseguido a “conta” do amistoso. O ex-representante da Nike, no Brasil, negou ter négocios no país e tem dito que se trata de uma briga comercial entre Globo e Record que levou seu nome à mídia.

Procurada pelo blog, a assessoria de imprensa da CBF reafirmou que não é Teixeira, mas uma empresa no exterior quem negocia os amistosos da seleção. Não se pronunciou sobre o fato de Rosell ter acesso facilitado à concentração da seleção brasileira na Copa América, onde estaria tentando convencer Neymar a defender o Barcelona e não ir para o Real Madrid.



  • Pedró de Maceió

    Meu caro Janca, sobre seu comentário de que tinha liberdade de expressão na Globo, seja sincero. Você não acha que a guerra entre Record e Globo está por trás disso tudo? A Globo não ficou insatisfeita com a mudança no horário dos jogos do Brasileiro e também com os amistosos da seleção, que vão ser os piores possíveis, e resolveu retaliar? Seja sincero.

  • janca

    É Pedró de Maceió ou Pedro de Maceió? Enfim, vamos lá. O que disse é que no Sportv _trabalhei no Sportv, que é das Organizações Globo_ nunca me disseram para falar isso ou aquilo e que tinha liberdade de dizer o que pensava, inclusive sobre CBF e Ricardo Teixeira, contanto que tivesse embasamento sobre o assunto. Sinceramente não sei se a Globo ficou insatisfeita com a mudança no horário dos jogos do Brasileiro, é possível que sim, li inclusive que sim, mas não tenho a informação. Sobre os amistosos da seleção, duas pessoas ligadas a Teixeira me disseram que ele ficou aborrecido com a matéria vinculada na Globo e que acha que é retaliação por conta dos adversários tão fracos escolhidos por ele e que tendem a diminuir a audiência da TV na transmissão dos jogos do Brasil. Eu não acho que seja isso, acho que a Globo fez jornalismo, embora não tenha tocado na amizade do Teixeira com o presidente do Barcelona. Mas repito que a CBN, das Organizações Globo, vem acompanhando o caso há tempos… Há tempos. Abs. João

  • Tarcísio Rezende

    Caro Janca, começo a ficar com mais esperança de que o pai da Joana Havelange comece a perder seu “poder supremo’, Globo e Record, cada uma com seus motivos, mas mostrando sim uma face menos glamourosa do eterno genrinho do João Havelange.
    Quem sabe o jogo comece a virar, vai ser uma zebra deliciosa !!

    • janca

      Oi Tarcísio, acho que a Globo fez um belo jornalismo no sábado, trouxe uma informação exclusiva e mostrou que, ao contrário do que quer fazer transparecer Teixeira, ele não está acima do bem e do mal. E a Record vem atacando o dirigente desde que teve seus interesses contrariados, mas com informações consistentes, vide o que está ocorrendo por conta do amistoso do Brasil contra Portugal _9 milhões de reais de dinheiro público foram gastos para uma empresa formada cerca de um mês antes do jogo e com capital social inferior a 1 mil reais. O jogo pode estar começando a virar… Sei não… Mesmo a manifestação em SP contra o Teixeira reuniu cerca de 800 pessoas, mais do que eu esperava e o dobro do que havia na primeira, feita no Rio. Abs. João

  • Fred

    Sr Janca,
    Comentarei neste post, embora o assunto seja referente a post passado, mas como creio que nao ira voltar para atualizar, e esta e a primeira vez que visito seu blog, vai aqui mesmo.
    Ha uma ditado que diz que nao se mistura politica e religiao, mas no seu caso, poderia adapta-lo a politica e futebol. Sinceramente, ja nao interessa nem um pouco saber em quem voce votou para prefeito e senador, mas a partir do momento que vc faz comparacoes esdruchulas, e demonstra claramente ser filiado politico de um partido, cai em total discredito, para nao dizer que transparece de uma babaquice e arrogancia sem tamanho ao querer “empurrar” sua ideia aos outros. Dizer que Marta foi uma boa prefeita de SP??? Vc so pode ser carioca, louco para ver SP falindo de vez. E nao, nao irei aqui dizer que fulano ou ciclano foram melhores ou piores, pois sou apartidario, e realista.
    Enfim, ja que a politica parece estar mais presente no seu cotidiano do que o futebol, sugiro que mude de profissao, e vire mais um alienado petista.
    Sinceramente,
    Fred.
    Ps: Porque que todo petista e fanatico, alienado, ignorante e incapaz de enchergar a realidade. E novamente, sou apartidario, na minha concepcao sao todos farinha do mesmo saco, mas os filiados do PT sao realmente um caso (de policia) a parte.

    • janca

      Caro Fred, eu não sou filiado a nenhum partido político e lamentavelmente acho que futebol e política se misturam, sim, porque o futebol não está à parte da sociedade. Quando coloquei em quem votei _e apresentei várias críticas à Marta Suplicy, se você tiver lido bem o blog vai reparar nisso_ foi apenas para dizer que, como todo mundo, não sou isento. Mesmo quem se diz apartidário ou em cima do muro não é isento, ao contrário do que você pode supor ou imaginar. E é a partir das divergências que a gente pode crescer. Acredito nisso. Com todo respeito, Janca

  • Paulo Neves

    Partido, Partido, é dos Trabalhadores!

  • Tarcísio Rezende

    Futebol e política tem tudo a ver, estão disputando cabeça a cabeça qual é mais sujo e corrupto. Conheço o jornalista Janca pessoalmente, e posso afirmar tranquilamente que ele não tem ligação com qualquer partido político, e portanto deve continuar mostrando os bastidores desta promíscua relação entre futebol e política.
    Para falar aquelas banalidades e asneiras de quem jogou melhor, se foi ou não penalti, joão sorrisão, nó tático, etc…, já tá cheio de jornalistas que fazem isso, muitos deles medíocres. Continue nos mostrando o lado B da bola caro Janca !!

    • janca

      Valeu, Tarcísio, de fato não tenho nenhuma ligação com partido político, apesar de confessar meus votos aqui, não tenho vergonha, já errei _e acertei muito_, mas também acho que no Brasil a ligação futebol e política é forte. Tanto que a CBF financiou a campanha de vários parlamentares e formou a chamada Bancada da Bola. Felizmente Romário, em quem estou depositando muita esperança, não faz parte dela. E conto muito com o trabalho dele na Câmara. O futebol precisa de Romário hoje tanto quanto precisou na Copa de 1994. Ou até mais… Abs. João

      • Tarcísio Rezende

        Concordo, vamos lá baixinho, ganhe a cabeçada sobre a “zaga” da CBF !!

MaisRecentes

Os preços da Seleção



Continue Lendo

O título do Timão



Continue Lendo

Tricolor acuado



Continue Lendo