Genoíno na Copa-2014



José Genoíno será um dos principais interlocutores de Dilma Rousseff junto ao Comitê Organizador Local para a Copa de 2014  para assuntos de segurança.

O COL é presidido por Ricardo Teixeira, de quem Dilma tem se mantido afastada. Ela já nomeou Pelé embaixador do Brasil para a Copa, escanteando o presidente da CBF no sorteio dos grupos das eliminatórias para o Mundial no Brasil.

Genoíno, que assessorava Nelson Jobim, ex-ministro da Defesa que saiu com relações estremecidas com a presidente e o governo do PT, também é muito amigo de Celso Amorim, substituto de Jobim na pasta.

Nomeado assessor especial do Ministério da Defesa no início do ano, Genoíno deixou o cargo à disposição do novo ministro, com quem já conversou sobre as expectativas dos militares em relação ao trabalho do próprio Amorim, sobre a segurança para a Copa de 2014 e as relações do governo com o COL, entre outros assuntos.

Ex-deputado federal pelo PT, Genoíno não foi reeleito nas últimas eleições, tendo renunciado à presidência do partido em 2005 depois do escândalo do mensalão.

Nos anos 70, Genoíno foi preso pelo Exército brasileiro por participação na Guerrilha do Araguaia, que combatia a ditadura militar. Em maio passado, tornou-se o primeiro ex-guerrilheiro a receber a Medalha da Vitória das Forças Armadas por serviços relevantes à segurança nacional.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo