O exemplo da FEI



Mais importante do que nova vitória da FEI, faculdade de engenharia de São Bernardo do Campo, campeã da etapa Sudeste do campeonato de Bajas no final de semana que passou, é a iniciativa do Brasil de ter competições como essa.

Um evento com cerca de 400 universitários, 25 equipes inscritas, 13 de São Paulo, em que os estudantes projetam e constroem seus veículos Baja, protótipos de estrutura tubular em aço para uso fora de estrada, com quatro ou mais rodas, e competem em cinco categorias, entre as quais suspensão e tração, velocidade, conforto e apresentação do projeto, sem falar no quesito resistência.

Eu, que nada entendo de engenharia, acredito que o maior desafio de uma competição deste nível _teremos ainda etapas Sul, em setembro, e Nordeste, em novembro_, além da oportunidade de desenvolver trabalhos técnicos e aplicar conceitos práticos, é o aprendizado para os universitários, estimulados que são ao trabalhar em equipe.

Como é difícil, mas fundamental você trabalhar em grupo. Cada um com suas características e contribuições, cedendo um pouco aqui, indo um pouco mais à frente acolá…

Gostaria de ver ainda mais universidades na disputa e fica aqui o exemplo para outras áreas do conhecimento desenvolverem e organizarem competições e eventos para os universitários se aprimorarem. Pois eles são, de fato, o futuro do nosso país.

A FEI, que voltou no início de junho com o sexto lugar dos Estados Unidos na competição mundial, tem tudo para retornar para lá no ano que vem, já que é uma equipe fortíssima, ostentando um tricampeonato no exterior.

E outras universidades também podem fazer história. Vale destacar ainda a equipe Vitória Baja, da Universidade Federal do Espírito Santo, segundo colocada, enquanto que o terceiro lugar foi da equipe USP 2, representada pela Escola de Engenharia de São Carlos. Estão todos de parabéns. Temos ilhas de excelência no Brasil. Um Brasil que dá certo e tem de ser valorizado pois não é só de notícia ruim que vive nosso país.



  • Fabrício Coutinho

    Sempre bom saber que o esporte, de aventura ou não, sobre rodas ou não, não vive só de escândalos e maracutaias. Homenagem bonita à FEI e ao trabalho dos futuros engenheiros e empreendedores deste Brasil. Como você bem colocou, caro Janca, existe um Brasil que trabalha e que dá certo. Continue trazendo histórias e exemplos como esse porque é disso que nosso país precisa. Serve de incentivo aos mais jovens e de estímulo também aos organizadores de iniciativas como esta. Assinado Fabrício Coutinho

  • janca

    Valeu pelo comentário, Fabrício, e também acho que os bons exemplos têm de ser seguidos. Abs. João

  • Parabéns pelo artigo!
    Sou integrante da Equipe Piratas do Vale de Baja SAE da Unesp, campus Guaratinguetá, e este ano estou me formando em engenharia mecânica, e agradeço a iniciativa sua em dar destaque ao projeto Baja SAE!
    Com certeza esta é a maior prova para os futuros engenheiros!
    Ficamos em 4º lugar nesta competição!

    Continue a acompanhar os projetos e competições!

    http://bajapiratas.wordpress.com/

    Abraços!

    • janca

      Vou continuar a acompanhar, sim. Parabéns por integrar a Equipe Piratas e especialmente por estudar na Unesp, uma das melhores universidades do país. Grande abraço, João

  • Obrigado Janca pela iniciativa de reconhecer o trabalho dos universitários e de valorizá-lo, já que desta forma os mesmos se motivam a construir um Brasil melhor a cada dia.

    Por outro lado, como sou professor e ex-aluno da FEI, sinto-me também motivado a procurar a melhorar a cada dia, isto para não desapontar meus alunos, os quais tem consciência e responsabilidade de construir uma formação sustentável, aquele que preservará o mundo para gerações futuras.

    • janca

      Parabéns, Raimundo, o Brasil precisa de mais profissionais como você. Certamente você não desaponta seus alunos e está colaborando para que as gerações futuras possam ter um mundo melhor, que é a obrigação de todos nós. Grande abraço e mais uma vez minha admiração pelos alunos da FEI, Janca

  • CESAR

    Parabens a todos os futuros engenehiros do Brasil, vcs com certeza serão responsáveis por construir um novo pais, ou melhor um novo mundo. A garra e dedicação de todas as equipes que participaram foi o ponto forte do evento. O mais interessante é que embora com um formato de competição, nossos jovens engenheiros tem um enorme espirito comunitário, não foram poucos os exemplos onde uma equipe prestou ajuda a outra, independente da disputa. Mais um grande exemplo de que estes jovens vão cuidar bem das coisas no futuro. Mando um abraço especial a Brava equipe da UFMG, Baja 7 que trabalhou muito e fez ótimo papel.

    • janca

      Muito legal seu comentário, Cesar. E sempre que tiverem informações sobre as competições e também sobre outras iniciativas como essa, podendo me informar ficaria muito grato, pois como pude perceber, inclusive por e-mails que recebi de “desconhecidos” que queriam saber mais sobre o projeto, muitos nem sabiam que ele existia e esse lado A do Brasil tem que ser espalhado e divulgado. Obrigado pelo comentário, João

MaisRecentes

Santos na bronca



Continue Lendo

Saída de Rodrigo Caio



Continue Lendo

A volta de Andrés



Continue Lendo