Londres x Rio



Ao dar este título ao post não quero dizer que a sede dos Jogos de 2012 está contra a dos de 2016. Pelo contrário. Londres já se dispôs a ajudar os cariocas a organizar a Olimpíada, já que lá caminha tudo bem, a quase um ano do início do evento está quase tudo pronto e as principais arenas custaram cerca de 5% a menos do que o previsto.

Os ingleses farão os primeiros Jogos verdes da história, porque os conceitos de sustentabilidade foram usadas em todo o projeto de reestruturação da zona leste de Londres, antes uma área abandonada, agora uma região bonita, arborizada e habitável.

Já os brasileiros ainda não sabem nem como será a Vila dos Atletas, que ficará na avenida Salvador Allende, na Barra. A ideia é construir 47 prédios, mas ainda não se tem certeza de como serão, de quantos pisos são necessários, embora cada edifício não deva ter mais do que 12 andares. Como as habitações não serão todas iguais, umas com dois quartos, outras com três e várias com quatro, o projeto final não está pronto, quando já poderia estar.

A terraplenagem deve começar até o final de setembro, mas a construção não terá início em menos de um ano.

Os ingleses prontificaram-se a ajudar. Tanto William Hague, secretário de Estado de Relações Exteriores do Reino Unido, quanto Sebastian Coe, ex-campeão olímpico que preside o comitê de organização dos Jogos de Londres, estão à disposição dos brasileiros. Temos muito a aprender com a experiência inglesa. E acho que um intercâmbio entre os cariocas e os londrinos seria interessante porque temos que fazer tudo diferente do Pan de 2007, Pan que não deixou um legado para a cidade e gastou quase dez vezes mais do que o previsto inicialmente.



  • Dani

    Não sei se seria interessante a ajuda dos ingleses, que não conhecem bem nossa realidade. Temos que fazer jogos à brasileira, contanto que os gastos sejam controlados, como estão sendo na Inglaterra, e que o Pan não seja tomado como exemplo. Se for, que seja como exemplo a não ser seguido. Dani

  • janca

    Eu acho que seria interessante, sim, porque eles têm um belo know-how para fazer grandes eventos enquanto nós, de fato, não podemos fazer nada do que foi feito no Pan. É usá-lo como exemplo do que não deve ser feito, como você bem colocou. Abs. João

MaisRecentes

O fico de Ceni



Continue Lendo

A vez de Cássio



Continue Lendo

Nova zaga são-paulina



Continue Lendo