Protestos continuam



Quem imagina que os protestos contra Ricardo Teixeira irão acabar com o término do sorteio para os grupos da Copa está enganado.

Tanto a Frente Nacional de Torcedores quanto o Comitê Popular da Copa querem unificar esforços e iniciar um abaixo-assinado contra a permanência de Teixeira à frente do Comitê Organizador Local e da própria CBF, além de pedir a saída de Orlando Silva do ministério do Esporte. O protesto deve seguir nas redes sociais também.

Partidos políticos, como o PSOL, devem se engajar no movimento, o que pode ser importante em termos políticos, mas é algo que vejo com um pé atrás, já que interesses partidários podem entrar em jogo e os protestos correm o risco de perder o foco e virar briga entre partido A e partido  B.

Acho mais lógico o movimento, que partiu da sociedade civil, continuar nas mãos dela.

E acho que temos que ver direitinho quem está à frente das manifestações para não acontecer o que se passou no governo Collor, quando o presidente acabou caindo, mas muitos que se viraram contra ele o fizeram apenas por interesse próprio, para aparecer e ganhar espaço na mídia.

Lindberg Farias, então líder estudantil, foi um dos que ganharam muuuuito espaço e hoje onde é que ele se encontra? No Congresso, na base governista, assim como Collor de Mello. Quem diria, quase duas décadas depois do processo de impeachment não viraram aliados, posando alegres e sorridentes juntos para fotos. Mundo que gira, gira e gira e volta exatamente para o mesmo lugar.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo