Líder isolada



Não, não vou falar do tão badalado Corinthians, líder isolado da Série A, mas da Lusa, a líder isolada da Série B, que acaba de empatar com o Americana, 0 a 0 0 no Canindé.

O que me deixou feliz foi saber que a torcida da Portuguesa reconheceu o empenho dos jogadores e aplaudiu o time de pé, coisa raríssima quando perde pontos em seu estádio e mais rara ainda depois de um jogo sem gols.

Com esse resultado chega aos 27 pontos e se mantém em primeiro lugar até a rodada do próximo final de semana, quando pega a Ponte Preta no Moisés Lucarelli.

Bem que gostaria de ir ao jogo, mas tenho uma missa de sétimo dia bem no sábado, ficando impossibilitado de comparecer ao estádio ou mesmo ver a partida pela TV. Como não consegui ver o confronto contra o Americana, embora tenha escutado boa parte da transmissão pela rádio Estadão/ESPN e a transmissão, como de costume, foi bárbara. Parecia que eu estava no Canindé.

Escutando o jogo fiquei lembrando das inúmeras partidas que acompanhei da Lusa na infância, ainda nos tempos em que o presidente era Osvaldo Teixeira Duarte, um time que tinha como ídolo Enéas, um brilhante jogador que lamentavelmente já se foi, como se foi Dêner, que viveu pouco, mas nos deu inúmeras alegrias.

A Portuguesa é assim, vive de momentos fugazes, como todos nós, por que não? Momentos fugazes, mas marcantes. Mesmo quando perde, como aconteceu na final do Brasileirão de 1996, em Porto Alegre. Uma derrota doída, doída, doída, o título escapou no finalzinho. Mas uma derrota marcante. Porque nas derrotas pode-se aprender até mais do que nas vitórias. E como vimos agora há pouco com os empates também aprendemos. Porque reconhecer o esforço de um time que não sai do 0 a 0 com o Americana é importante. Sinal de que não só o time está evoluindo, mas a torcida da Portuguesa também. E ao lado dela sigo na expectativa de que voltemos à Série A em 2012. Onde, cá entre nós, é nosso lugar.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo