Como criar o caos



Para quem não soube, a Zona Sul do Rio viveu ontem um dia de caos total no trânsito.

Um grupo de taxistas quis fazer a sociedade ouvir suas reivindicações e parou a Lagoa, o que gerou transtornos no centro, Leblon, Ipanema, Copacabana, Botafogo, Flamengo, Laranjeiras… Em toda a Zona Sul, enfim.

O grupo não era dos maiores, a estimativa é que de 150 a 200 profissionais se mobilizaram, o suficiente para criar o caos num dia importante, pois começava a disputa dos Jogos Militares, com a participação de 112 países.

Não quero entrar no mérito das reivindicações dos taxistas, que para ser sincero desconheço quais são, mas é no mínimo complicado atrapalhar a vida de tantos cidadãos para exigir das autoridades determinada demanda para um setor específico da sociedade. Acho no mínimo algo questionável que merece maior reflexão.

O que aconteceu ontem serve de alerta para o que os organizadores dos Jogos de 2016 podem enfrentar. Seja nas obras, seja antes do evento, seja durante a Olimpíada, pois é a oportunidade de muitos grupos aparecerem para atrapalhar os demais reivindicando interesses próprios.

É diferente, a meu ver, do que acontece em países como o Chile, onde os estudantes protestaram veementemente para pedir um melhor ensino público e lutando pela expansão do crédito educativo. Contanto que a manifestação seja pacífica, acho justa que seja feita. Pois educação e saúde são direitos básicos de todos os povos.

Pena que no Brasil seja diferente. Por mais que Lula não veja problemas nisso a UNE virou um “partido” chapa-branca há muito tempo. Desde que o PT assumiu a presidência. E não falo isso por ser contra ou a favor do PT, aliás votei em Lula quando ganhou as eleições. Só não votei para a reeleição por conta do escândalo do mensalão. Mas vamos deixar essa parte para os analistas políticos… Porque de espinhos o mundo do esporte já está repleto. Repleto até demais…



  • Fabrício

    O caos no trânsito carioca é coisa velha e só tem piorado. Pra ir da zona sul pra Barra você chega a gastar duas horas. Qualquer probleminha e já para a cidade. Quero ver na Copa e na Olimpíada. Não investiram em transporte público e deu no que deu. Fica aí registrado meu desabafo.

  • Paulo Marques

    Ontem fiquei quase uma hora preso na Atlântica e a Lagoa não andava nem mesmo à noite. O Rio tá assim mesmo e piorou com os Jogos Militares. Amanhã, mesmo sendo domingo, você vai ver que vai ser outro caos, porque não sei se sabe mas vai ter maratona por aqui.

MaisRecentes

Itaipava no Timão



Continue Lendo

Decepção são-paulina



Continue Lendo

Alessandro na frigideira



Continue Lendo