Já vão tarde



Duas notícias para comemorar. José Sarney finalmente deixa de escrever para a “Folha de S.Paulo”, não é mais colunista do jornal. Já vai tarde. Agora que deixe o mais rapidamente a política e em paz o Estado do Maranhão, apesar de ser senador pelo Amapá _não, não é piada_, Estado que ajudou a dilacerar. O Maranhão, digo, já pelo Amapá imagino que não faça nada…

A outra é o fim do “News of the World”, tabloide dominical sensacionalista do grupo Murdoch, depois do escândalo das escutas ilegais. As denúncias contra o jornal são gravíssimas e até o ex-porta-voz da Grã-Bretanha Andy Coulson foi detido. É que ele foi editor do tabloide de 2003 a 2007 e o editor, como o próprio cargo diz, é o principal responsável pelas matérias publicadas no jornal. E pela contratação de seus jornalistas. Essa caça a celebridades e invasão de sua privacidade são questionadas há tempos.

Está certo que o que há de gente querendo aparecer… E que depende da mídia para estar em evidência… Mas daí a ter seu sigilo telefônico quebrado são outros 500. Porque uma conversa pode ser editada, tirada de contexto e com o tempo fui aprendendo que o contexto é tudo. Tudo.

Pena que continuemos com Dom Odilo Scherer a escrever suas bobagens semanais no “Estadão”. A Igreja Católica, por mais que ele queira, não representa o Brasil. Melhor seria ler o rabino Nilton Bonder, que tem uma mente arejada, basta ver pela peça “A Alma Imoral”, que não trata do judaísmo, trata da humanidade, em cartaz em São Paulo até 28 de agosto. Baseada num livro de Bonder, vi a peça com a atriz Clarice Niskier há um bom tempo e recomendo aos amigos. Profunda, reflexiva e… humana. Aos desafetos recomendo que continuem lendo Dom Odilo. E chorando a perda de Sarney.



MaisRecentes

Vila x Pacaembu



Continue Lendo

Walter no Fla



Continue Lendo

O futuro de Ceni



Continue Lendo