Uma reportagem imperdível



Acabei de ler o livro de Andrew Jennings sobre o mundo secreto da Fifa, mas muito melhor do que a obra do jornalista britânico é o perfil que Daniela Pinheiro traça de Ricardo Teixeira na edição de julho da revista “Piauí”.

É brilhante. Ela acompanha o presidente da CBF em Zurique, onde fica a sede da Fifa, e em Brasília e mostra toda a empáfia e a vaidade de um dirigente que se acha acima do bem e do mal. Mostra no que o poder pode transformar uma pessoa. Descreve detalhadamente os hábitos de Teixeira, sua visão de mundo, o que pensa da imprensa, das relações humanas…

Em pequenos momentos, como o instante em que sua atual mulher comenta que, antes de casar com ela, Teixeira usava sapato preto com meia soquete branca, insinuando que nos tempos em que era marido da filha de Havelange o dirigente era brega, entendemos um pouco das relações familiares e do contexto em que ele vive.

Teixeira fala o que pensa, sem filtro nenhum, trata a seleção e a CBF como se fossem propriedade dele, conta que o Lula lhe dizia que não via a Globo News porque só dava traço, assim como ele não liga para UOL, LANCE! e ESPN, pois define os três como traço, traço e mais traço.

Pelo jeito trata seu assessor Alexandre Silveira como um “nada”, assessor que o acompanha há 18 anos e faz tudo por ele “sem jamais ouvir um por favor ou um obrigado”, como escreve a brilhante jornalista na “Piauí”. É de estarrecer.

Dá até para entender o porquê de Havelange, seu ex-sogro que quer vê-lo como presidente da Fifa por ser o pai de seus netos, considerá-lo um homem bem sozinho. Com 64 anos, Teixeira aparenta mais, como bem coloca Daniela. É um retrato triste. O retrato de um homem poderosíssimo, muito rico, extremamente influente e que provoca a ira em muitas pessoas não só por sua postura, que pode ser qualificada no mínimo de arrogante, mas principalmente pelas denúncias de corrupção, que não são poucas.

Esta reportagem deve provocar mais ira ainda em quem já não gostava de Teixeira.

Não tenho nada de pessoal contra ele. Nada mesmo. Quando o entrevistei foi extremamente gentil comigo. Mas lendo o perfil traçado pela “Piauí” você pensa no vazio em que pode se transformar a vida de uma pessoa. Por mais poder e dinheiro que tenha li o perfil de um sujeito que parece extremamente infeliz, mas extremamente infeliz mesmo, que vive rodeado de gente interessada em lhe puxar o saco e obter favores. É um perfil de arrepiar, muito, muito bem escrito mesmo. Foi o melhor perfil que já vi sobre o presidente da CBF. O melhor. Quem não leu sugiro que compre a revista e leia. E cada um que tire suas conclusões.



  • Nilú

    João
    Eu já li, e juntando o que tem lá na entrevista, com o que vc acabou de colocar ai, na
    minha opinião, se eu fosse ele, ao acabar de ler as duas, me sentira um “nada”, realmente um
    “nada”!!!
    Mas ele não tem capacidade de para ler, entender e chegar a essa conclusão.
    Seu maior inimigo, do qual ele não se da conta, é seu
    próprio ego, que o expõe ao ridículo,várias e várias vezes, como agora.
    Isso é pior que qualquer denúncia com base legal, está ai para todo mundo, ler e concluir. Nilú

  • janca

    Bacana que você já tenha lido. A repórter que traça o perfil do Teixeira já tinha traçado o de José Dirceu para a mesma revista, acompanhando-o, no caso, a uma viagem para Portugal, se não estou enganado. Aquela reportagem já tinha ficado brilhante, mas essa considero imperdível. Valeu pelo comentário, João

  • Marcos

    Vi a repercussão da reportagem e fico me perguntando se o Ricardo Teixeira é tão inocente assim. O que ele queria com a reportagem? O que está por trás do perfil? O que ele queria quando aceitou ter seu perfil traçado pela repórter? A quem estava mandando recados? Porque aparentemente ele mesmo se liquida com as besteiras que fala. Até seu ex-sogro o chama de malandro. Por causa do seu texto resolvi comprar a revista e ler o texto na íntegra, direto da fonte. Teixeira pensa que é Deus? Que ser humano é este?

    • janca

      O poder desfigura quem não está preparado para ele, Marcos. Pelo menos é o que eu acho. Abs. João

  • Fábio

    Campanha contra a realização da Copa no Brasil. Vale a pena conferir!

    http://www.youtube.com/watch?v=tQHvFtQGkOw

MaisRecentes

Verdão vai às compras



Continue Lendo

Contas corintianas



Continue Lendo

Timão em 2018



Continue Lendo