BH e Kassab



Ricardo Teixeira e Aécio Neves andam cada vez mais próximos. E o presidente da CBF segue insistindo com o senador mineiro que a abertura da Copa será mesmo em BH.

Ciente disso, o prefeito paulistano, Gilberto Kassab, recuou na intenção de permitir incentivos fiscais ao Fielzão num total de 420 milhões de reais apenas e tão somente se SP receber o primeiro jogo da Copa.

Deve liberar os incentivos mesmo que a abertura não seja em Sampa, mas irá atrelá-los à realização de pelo menos duas partidas do Mundial na cidade. Ou o estádio do Corinthians recebe o aval da Fifa e da CBF para abrigar jogos da Copa, coisa que o Morumbi não conseguiu, ou nada feito. Quem viver verá…



MaisRecentes

A matemática do futebol



Continue Lendo

A melhor do mundo



Continue Lendo

Aprender a perder



Continue Lendo