A dor de Cielo



Hoje li no LANCE! um texto incrível, muito bem escrito e que faz a gente parar para pensar. De autoria do jornalista Eduardo Tironi, leva o título de “Papai Noel Não Existe”. Para quem ainda não leu recomendo.

Porque trata da situação do nadador Cesar Cielo, sobre o esporte de alto rendimento e sobre dúvidas em relação à lisura das disputas esportivas, dúvidas que não são novas mas que volta e meia aparecem para ser debatidas.

Em nenhum momento Tironi julga o esportista e insiste na torcida para que ele seja inocente.

Na última página do diário o articulista José Luiz Portella, sem se referir diretamente ao nadador, comenta que “quase todo médico do esporte diz nos bastidores que não há atleta de ponta que não tome substância proibida em algum período”.

Fico pensando que há um limite para o homem, que não adianta ultrapassar um determinado ponto porque simplesmente não vamos conseguir. Que a vida é finita. E que é bom que seja assim. Que é a finitude que dá graça à nossa existência. Como o fato de sermos humanos. Demasiadamente humanos.

Ao contrário de Tironi, não estou torcendo para Cielo ser inocente ou culpado. Estou apenas observando e pensando… no ser humano. No que Cielo deve estar passando e sofrendo. Porque já está sendo julgado. Pela mídia, por seus pares, pelo público… Já está sendo julgado. E por isso tem o direito de ficar recluso e falar _se achar que é o caso_ quando for a hora.

Não torço para que ele seja inocente ou culpado. Torço para que fique bem. Apenas isso. E isso já é muito.



  • Nilú

    Então , eu também torço para que ele fique bem, mas acho muito difícil, pense um pouco:
    Se ele for inocente, bate a revolta, a raiva, em mesmo que ele consiga provar que não é culpado, a dúvida, na cabeça de muitos vai sempre pairar.
    Se for culpado, a vergonha por ter sido descoberto, será pior ainda…
    Nada será como antes…
    É tão fácil julgar o outro, mas, na minha opinião, se fossemos capazes de julgar primeiramente a nós mesmos, e tentarmos mudar o rumo, quando percebemos que estamos no caminho errado, a vida continuaria finita, mas infinitamente melhor!!!
    Penso assim! NILÚ

    • Ademir Santino de Lima

      Não é questão de prejulgar. Mas se o teste do doping deu positivo fica difícil contestar.
      Esse fato deve servir de exemplo aos futuros atletas brasileiros, pois é inimaginável que com todo aparato de médicos, psicólogos, nutricionista… que cercam esses atletas de nome, ainda caiam numa esparrela dessa.
      Caro Cielo, nós só temos que lamentar e torcer para que você consiga provar sua inocência. Caso isso ocorra, o responsável pelo erro tem que ser sumariamente punido.

      • janca

        Também entendo sua posição e se o teste de doping deu positivo e Cielo não provar sua inocência, como você coloca, terá que ser punido, claro. Mas não estou pensando na punição nem no Cielo nadador. Estou pensando no Cesar Cielo ser humano. Passível de erros, de punições, mas também de acertos. Que ele saiba que, aconteça o que acontecer, julgado infelizmente já vai ser, mesmo que seja inocente e espero sinceramente que seja. Por pior que seja o momento ele tem uma chance de ouro pela frente para crescer e aprender com a vida. Abs. e valeu pelo comentário, Ademir, João

    • janca

      Eu entendo o que você quer dizer, Nilú, mas culpado ou inocente dá para ele ficar bem, sim. Porque a gente aprende muitas vezes mais com os tombos do que com os feitos. É a hora de separar o joio do trigo. E de crescer. Acredito nisso. Sinceramente acredito nisso. Abs. João

MaisRecentes

Saída de Rodrigo Caio



Continue Lendo

A volta de Andrés



Continue Lendo

Nobre vs Galiotte



Continue Lendo