Quanto vale o “show”?



Tá certo que de um lado estará o Santos, que acabou de ganhar a Libertadores.

Tá certo que de outro estará o Figueirense, que faz boa campanha no Brasileirão e chegou a estar no G4.

Mas o Santos não vem com força máxima e o Figueirense vem de goleada sofrida para o Inter, 4 a 1 no domingo.

Cobrar 50 reais como ingresso mais em conta para o jogo de amanhã, aqui em Floripa, é demais para o bolso do torcedor. E piora se lembrarmos que a partida será às 21h50, sim, às 21h50, um horário que não é dos mais agradáveis para quem vai ao estádio, embora seja ok para aquele que fica em casa, e que a temperatura em Santa Catarina está baixa, baixa, baixa, faz um frio gostoso durante o dia, mas danado à noite.

Ou os dirigentes querem mesmo ver os torcedores em casa, assistindo ao jogo pelo pay-per-view, no caso de quem mora em Floripa, ou definitivamente ainda não pensaram numa política de preço para os jogos. Acho a segunda hipótese a mais provável, pois no torcedor que vai ao estádio parece que ninguém pensa.



  • Fabricio

    Pagar 50 pilas pra ver o Santos sem Ganso e Neymar? Os dirigentes de clubes são que nem os políticos brasileiros. Só pensam neles. A despedida do Ronaldo que você criticou num texto anterior sabe porque fracassou? Porque tinha ingresso de 500 reais, ingresso que nem o salário mínimo. A TV tá acabando com o nosso futebol e os dirigentes de clubes também.

MaisRecentes

A volta de Andrés



Continue Lendo

Nobre vs Galiotte



Continue Lendo

Máquina tricolor



Continue Lendo