O River e a torcida do Boca



Pelo menos aqui em Floripa, onde estamos para o Florianópolis Audiovisual Mercosul, com o filme “Sobre Futebol e Barreiras”, cineastas argentinos que torcem pelo Boca não comemoraram a queda do River.

Um até comentou: “Perdemos o clássico para o próximo campeonato”, lembrando que não haverá o confronto River e Boca no Argentino em que os rivais estarão na Segundona.

Mas a cena mais inacreditável foi no final do jogo, quando ninguém conseguia identificar quem era um senhor de barba branca acompanhado de uma mulher e de um adolescente e um vândalo tentando e conseguindo agredi-los. Ele deixou a mulher e o adolescente como alvos, na frente, e ficava atrás, mexendo na boca, pois provavelmente tinha levado um soco na cara. Lamentável. Devia ser dirigente, mas deu pena ver a mulher e o moleque de “escudo”. E deu agonia perceber que a polícia não aparecia…

Para o River  consolo: Nada como um dia depois do outro. Vasco e Corinthians, por exemplo, que já caíram pra Segundona, deram a volta por cima. Com apoio de suas torcidas. O primeiro acaba de ser campeão da Copa do Brasil, o segundo, vice-líder do Brasileiro e com tudo para em breve ocupar a liderança, ontem atropelou o São Paulo. É, nada como um dia depois do outro. E para se reestruturar, um dia de cada vez. Devagar e sempre.



  • Fabricio

    Nem a Tv sabia dizer quem era aquele barbudão, né?

    • janca

      E eu tampouco consegui identificá-lo…

MaisRecentes

Santos na capital



Continue Lendo

O fico de Ceni



Continue Lendo

A vez de Cássio



Continue Lendo