Santos X Barça



Sem dúvida Messi é hoje o melhor jogador do mundo. Não dá para comparar Neymar com o argentino. Mas que o Santos tem time para surpreender o Barcelona, tem. Por melhor que seja o toque de bola da equipe espanhola, os brasileiros têm uma defesa sólida, um meio-campo espetacular e um ataque que precisa melhorar um pouco a pontaria, é verdade, mas mesmo assim um ataque para assustar qualquer defesa.

Resta saber se a direção do Santos conseguirá manter seus jogadores para o Mundial de Clubes em dezembro. Se não se desfizer deles, tem grandes chances de ser campeão.

E é impressionante como o Santos, assim como nos anos 60, de Pelé, tem a simpatia de torcedores dos outros times. Torcedores que reconhecem a categoria e a qualidade dos santistas, que admiram a melhor equipe da atualidade do nosso futebol e que, em sua grande maioria, torceram pela conquista da Libertadores.

Momentos de muita alegria para o futebol brasileiro, que andava em baixa. Que, tirando o Santos, eu diria que anda em baixa. Como em baixa ficou o futebol uruguaio, com o papelão do Peñarol no final do jogo. Um time que não soube perder, que não teve a dignidade que a Celeste demonstrou na Copa da África do Sul, quando chegou em quarto lugar com raça, futebol e sem violência. Ao contrário do Peñarol de ontem, um time que partiu para a pancadaria para estragar a festa santista. Não conseguiu.



MaisRecentes

Galiotte cobrado



Continue Lendo

Palmeiras ferve



Continue Lendo

Cuca continua?



Continue Lendo