Herói ou vilão? Prass vive céu e inferno contra o Cruzeiro