Henrique Dourado lembra sofrimento na carreira até virar artilheiro do Brasil




No mês em que completa um ano vestindo a camisa do Fluminense, o “Ceifador” Henrique Dourado abriu seu coração para o LANCE! e falou dos sonhos e metas que busca atingir na carreira. Frio e calculista na hora de cobrar pênaltis, Dourado revelou que nunca está tranquilo e até treme quando vê um goleiro pela frente com a bola na cal. Depois de seis meses desanimadores, o camisa 9 não esconde a felicidade em dar a volta por cima, aos 27 anos, com 23 gols em 36 jogos na temporada.