Galo, oito, rodada 33: agora vai?



Galo bateu o Figueirense na rodada 32 e agora pega o Fla (foto: Thomas Santos)

Galo bateu o Figueirense na rodada 32 e agora pega o Fla (foto: Thomas Santos)

Rodada número 33, oito pontos de distância para o líder, decisão em casa contra um concorrente. O cenário não é novidade para o Atlético-MG, que depende de uma vitória contra o Flamengo neste sábado para assumir a vice-liderança do Brasileirão e tentar encostar no Palmeiras. A 33ª rodada de 2015 ficou marcada pela “final” entre Galo e Corinthians, no Independência.

O time de Levir Culpi, vice-líder, falhou e foi engolido pelo de Tite: 3 a 0. A rodada começou com o Atlético a oito pontos do adversário (70 a 62) e terminou com 11 a favor dos paulistas. Fim do Brasileirão. No ano passado, bastava uma vitória para encurtar para cinco pontos a diferença na reta final. Em 2016, é preciso vencer o Fla e torcer por vitória do Santos sobre o Palmeiras, na Vila. Curioso que o clássico paulista na Baixada, em 2015, aconteceu na mesma rodada 33: vitória do Peixe por 2 a 1. A CBF não tem muita criatividade: assim como neste ano, a 32ª rodada teve o Corinthians encarando o Flamengo (1 a 0 para o mandante, em São Paulo) e Palmeiras 0x2 Sport, no Pacaembu.

O Galo de 2015 tinha mais trabalho coletivo. O Galo de 2016 tem mais qualidade técnica, principalmente no meio e no ataque. É muito jogador bom junto, o que faz o Atlético-MG seguir como um forte candidato ao título mesmo a oito pontos do líder. Por mais que seja improvável, não é nada absurdo imaginar a equipe de Minas com altíssimo aproveitamento na reta final em busca da sonhada taça.

O Galo bate na trave há quatro anos na tentativa de vencer o Brasileiro que não vem desde 1971. Em 2012, quando foi vice e Cuca estava em Minas, a esperada “final” em casa foi na rodada 32: vitória por 3 a 2 sobre o líder Fluminense, diminuindo a diferença para seis pontos. Mas a rodada 33 esfriou tudo outra vez. Contra quem? Flamengo, em Belo Horizonte. Um empate em 1 a 1 combinado com vitória do Flu sobre o Coxa, no Rio, fez a distância ir para oito. Oito, o número que o Galo quer reduzir no sábado.



MaisRecentes

A coragem do São Paulo do corajoso Ceni



Continue Lendo

Quais jogos do Brasileirão seu time fará ‘no meio’ da Libertadores?



Continue Lendo

É só o começo. Não é clichê, é verdade…



Continue Lendo