O preço de estar há 32 anos longe das cabeças na Copa Libertadores



Zico, campeão da Libertadores em 1981: uma final, um título

Atlético-MG e Grêmio pegaram os grupos mais tranquilos na Libertadores de 2017. O Galo pega rivais sem grande tradição, em baixa, de acordo com a análise de jornalistas locais, e com viagens curtas. O Tricolor só tem como grande problema uma viagem para a Venezuela. Palmeiras e Santos não têm do que reclamar, assim como a Chapecoense. O Flamengo pegou a pior chave. Pagou pelo azar, claro, e por ter sido o único dos brasileiros na fase de grupos no pote 3. E não há do que reclamar, até porque tem time para vencer San Lorenzo (ARG), Universidad Católica (CHI) e possivelmente Atlético-PR.

“É um grupo difícil, entre os dois mais difíceis. Reflexo do ranking que o Flamengo tem. O Flamengo retorna à Libertadores, é natural não ser privilegiado no sorteio. Cabe a nós fazer um bom caminho e ter uma colocação melhor”, afirmou o diretor-executivo do Fla, Rodrigo Caetano. É isso. O ranking contabiliza a participação dos clubes na Copa nos últimos dez anos, coeficiente histórico e desempenho recente na principal competição de cada país. Não dá para dizer que o método é injusto. O Fla, um dos 13 campeões continentais na próxima edição do torneio, perdeu protagonismo na Libertadores e pagou por isso.

Desde a sua criação em 1960, 25 clubes já conquistaram a Copa ao menos uma vez. Entre eles, só o Racing (ARG), campeão em 1967, está há mais tempo sem o título do que o Fla, campeão em 1981 – único ano em que chegou à final. Foram mais duas semis, em 1982 e 1984 (formato diferente do atual, no qual havia dois grupos de três clubes). Depois disso, foram oito edições disputadas e as quartas como limite. Nas últimas duas, quedas na fase de grupos. O desempenho jogou o rendimento dos últimos dez anos para baixo. O coeficiente histórico também não é alto.

Se as bolinhas tivessem sido camaradas, o Fla poderia ter caído no Grupo 3, com River Plate (ARG), Emelec (ECU) e Melgar (PER). Teria sido melhor. Mas a chance maior de quem está no pote 3 é pegar pedreira. E foi assim. Como disse seu diretor, cabe ao Flamengo jogar e voltar a ser de chegada na Copa Libertadores, como foi no início dos anos 80. São 32 anos sem uma semi. É muito tempo.

A equipe, terceira colocada no Brasileirão, tem tudo para ficar ainda mais forte em 2017. Terá de estar preparada para pegar a melhor equipe chilena (Católica é bicampeã nacional) e um San Lorenzo que briga pelo título na Argentina. Atlético-PR e Millonarios (COL) duelam na segunda fase e o vencedor é favorito a ocupar a quarta vaga do grupo. Se for o Furacão, novo desafio ao Fla, que tem histórico ruim na Arena Baixada. Grupo difícil, mas que pode ser vencido pelo Rubro-Negro. E fortalecê-lo para seguir em busca do título que não vem há 35 anos. “Vai ser difícil para eles também”, disse o presidente Bandeira de Mello. É esse o pensamento…

OS GRUPOS DA COPA

GRUPO 1
Atlético Nacional (COL)
Estudiantes (ARG)
Barcelona (ECU)
Vaga aberta (Botafogo para entrar)

GRUPO 2
Santos
Independiente Santa Fe (COL)
Sporting Cristal (PER)
Vaga aberta

GRUPO 3
River Plate (ARG)
Emelec (ECU)
Independiente Medellín (COL)
Melgar (PER)

GRUPO 4
San Lorenzo (ARG)
Universidad Católica (CHI)
Flamengo
Vaga aberta (Atlético-PR pode entrar)

GRUPO 5
Peñarol (URU)
Palmeiras
Jorge Wilstermann (BOL)
Vaga aberta

GRUPO 6
Atlético-MG
Libertad (PAR)
Godoy Cruz (ARG)
Sport Boys (BOL)

GRUPO 7
Nacional (URU)
Chapecoense
Lanús (ARG)
Zulia (VEN)

GRUPO 8
Grêmio
Guaraní (PAR)
Zamora (VEN)
Deportes Iquique (CHI)



  • CHUPA BAMBI PEPPA

    Estão há tanto tempo “longe das cabeças na Copa Libertadores”, por que o José Roberto Wright se aposentou faz tempo.

    • Fortuna

      É O MESMO QUE AJUDOU SEU CLUBE VÁRIAS VEZES !!!

  • Tonho da lua

    Não vai longe não

    • Fortuna

      A Rutinha disse que vai !

    • Júnior

      Raquel, nós sabemos que é você quem está se passando pelo Tonho.

  • edson

    Nao tem time nem elenco. Mas acham que sim. Como ganhar alguma coisa com cirino gabriel peteleco marcio caranguejo Fernandinho damiao

    • Claudio

      E quem tem time?
      O futebol Brasileiro tá uma braba de bons jogadores, antigamente os jogadores craques apareciam com fartura, mas hoje não!
      O porco ganhou o Brasileiro, mas com jogos a conta do chá, a maioria por 1 x 0 e no sufoco; lógico que eles tem + poder aquisitivo, no que ajudou, mas fora isto, na sua maioria, jogadores comuns, viu?

  • Wilson Da Silva

    Boa tarde Thiago Salata e galera do lance.

    Como diz um amigo meu, mineiro – ” A garapa azedou” …..

    Ficou complicado para o Flamengo, mas não impossível. A exemplo deste último brasileirão, terá que jogar muito mais bola e saber superar não só os adversários citados por você, mas os desafios que virão pela frente. Os atletas tem que estar preparados, se quiser quebrar um tabu de 35 anos sem título da Libertadores.

    Grande abraço, Feliz Natal e Feliz 2017 .

  • Claudio

    É melhor jogar com os fortes, pq só assim os jogadores jogam com + disposição e não ficam de bobeira achando que vai ganhar o jogo a qq minuto.

    • Júnior

      Isso aí mesmo!

MaisRecentes

Dois rivais, dois melhores turnos da história



Continue Lendo

Corinthians ‘finaliza’ 1º turno com a melhor defesa pela quinta vez seguida



Continue Lendo

Cuca agita a água de um Palmeiras mal planejado



Continue Lendo