Bota dignidade, bota trabalho nisso! É Botafogo!



Roger festeja: Bota detonou o Galo na Copa (foto: Celso Pupo)

Quinto colocado no Brasileirão de 2016, o Botafogo é um exemplo de dignidade em campo em 2017. Não que seus concorrentes não tenham, mas a vergonha na cara que mostram os jogadores do Glorioso é de encher de orgulho seus torcedores, seja lá quais forem os resultados ao fim deste ano. Ver o Botafogo jogar dá gosto, pela entrega e organização que os atletas demonstram. O trabalho de Jair Ventura é o melhor do Brasil. É disparado o menor orçamento entre os grandes, com resultados já expressivos diante das expectativas e limitações do elenco.

O Botafogo arrecadou em 2016 cerca de R$ 156 milhões, menos da metade do que conseguiu o Atlético-MG, eliminado pelos cariocas nas quartas de final da Copa do Brasil e quatro pontos atrás na classificação do Brasileirão. O Bota só arrecada mais do que clubes como Sport, Bahia, Vitória e Coritiba. Não dá nem para comparar com Flamengo (R$ 510 milhões),  Corinthians (R$ 485 milhões) e Palmeiras (R$ 468 milhões). O São Paulo, adversário do Bota neste sábado pelo Brasileiro, vai ao Rio lutando para não cair e já eliminado de todas as Copas que disputou no ano (arrecadou mais de R$ 390 milhões em 2016). O trabalho de campo do Botafogo é exemplar.

Não é apenas vontade e raça. Correr de forma desordenada não resolve. Qualquer torcedor teria vontade de sobra se pudesse entrar em campo pelo seu clube do coração e isso não seria o bastante. Os 11 escalados por Jair Ventura sabem exatamente o que fazer. A dedicação e concentração para minimizar erros, principalmente em decisões, impressiona. Há contra-ataques letais, resultado de treinos. Jair colocou uma ideia na cabeça dos atletas. O Botafogo já eliminou quatro campeões da Libertadores na competição sul-americana: Olimpia (PAR), Colo-Colo (CHI), Atlético Nacional (COL) e Estudiantes (ARG) e está prestes a eliminar o quinto, o Nacional (URU), batido em casa pelos cariocas na ida das oitavas. O Bota, hoje, está mais perto da vaga na Libertadores do que Palmeiras e Atlético-MG – o Flamengo já deu adeus.

O botafoguense tem hoje a satisfação de ver que quem veste a sua camisa o representa. A organização e a vontade talvez não bastem para o time erguer uma taça. É muito provável que, para ir além, a conta pela limitação técnica do elenco chegue. Mas Copas permitem sonhar. Um modesto Independiente Del Valle (ECU) chegou à final da Libertadores em 2016. Outros clubes muito menores do que o Botafogo já levaram a Copa do Brasil. A equipe tem a seu favor uma torcida empolgada e que enche o estádio em todas decisões. Estão deixando sonhar, e o botafoguense tem mesmo de acreditar. E ter muito orgulho de quem usa a estrela solitária no peito. A semifinal da Copa do Brasil já é realidade.

 



  • Alessandro Campos

    Parabéns fogão , time de Guerreiro .
    Nosso principal adversário na semifinal não e o time do Flamengo.
    Mais sim a rede Globo e arbitragem.

    • Baré Fogo

      Sem a menor dúvida a maior dificuldade que o Botafogo terá nos confrontos com o time da molambada será o esquema de favorecimento para o Flamengo que, na maioria das vezes, é o que mais pesa nos resultados da partida.
      Quanto aos desempenho do nosso Glorioso, pena que ainda existam tantos torcedores mais ansiosos que não reconhecem os méritos da diretoria. E o mérito está exatamente nos resultados alcançados com tantas limitações financeiras.

    • Julio Ribeiro

      Fato, pois até agora não entendi o motivo do juiz voltar atrás no penalti marcado contra o flamerda ontem!!

  • Pedro Rangel

    “outros clubes muito menores que o Botafogo…” A imprensa não se aguenta com o sucesso do GIGANTE BOTAFOGO! Contra tudo e todos, sempre Botafogo!

    • Bira Fogão

      Meu caro Rangel, precisamos de comentaristas com a sua visão lá página do Botafogo.
      Apareça por lá!!!!

      SAN!

      • Pedro Rangel

        Fala Bira! Qual página? a do Lance mesmo? ou vc tem alguma outra?
        abs

  • Jorge Luis

    Só foi o JV sair da retranca, nem que seja somente no primeiro tempo, e a gente venceu uma partida difícil como foi a de ontem. Imagina se jogar os dois tempos sem retranca? Vai ser goleada toda partida. Apesar da escalação do fraco Emerson Santos na lateral (que finalmente acertou um cruzamento) e os 4 volantes no meio, além de mais uma vez a demora em substituir no segundo tempo conseguimos nos classificar. Jefferson mais uma vez foi decisivo com grandes defesas, a zaga com Igor e Carli foram impecáveis e nosso centroavante Roger fez sua melhor partida, até canetas no melhor estilo “toma que é de graça” ele deu. E finalmente o rei dos passes errados, João Paulo, resolveu jogar uma ótima partida, o drible que deu no Luan no segundo gol foi uma pintura. Pimpão ficou devendo, matou muitos contra-ataques, precisamos urgentemente de um atacante veloz. Rumo ao título e que venham os mulambos. Saudações Botafoguenses, pois alvinegras e preto e brancas existem várias.

MaisRecentes

Cuca fora do Palmeiras: a melhor opção para ambos



Continue Lendo

A função do árbitro de vídeo não é zerar polêmicas



Continue Lendo

Uma inédita ‘confusão’ contra a degola



Continue Lendo