Ídolo à moda antiga - Blog Do Portella

Ídolo à moda antiga



Foto: site oficial Botafogo

Quem gosta de futebol aprendeu a admirar e a respeitar Jefferson. Um exemplo dentro e fora de campo. Ele não foi só um grande goleiro. Tornou-se um símbolo, um sinônimo de ídolo, daqueles cada vez mais raros nos dias de hoje.

Jefferson é o terceiro maior jogador em número de jogos pelo Botafogo, atrás apenas de Garrincha e Nilton Santos, os dois principais nomes da história do Alvinegro, clube que honrou dignamente, sendo decisivo em várias ocasiões, não abandonando nos momentos mais difíceis e exaltando quando podia, como em uma conquista com a camisa da Seleção Brasileira, cobrindo-se com a bandeira do Glorioso na comemoração.

Sua carreira foi construída com uma postura profissional impecável, dedicação, concentração, frieza na hora de decidir e emoção nos momentos cruciais. Tem jogador que nasce pra ser ídolo. Jefferson nasceu pra isso. Para ser estrela. Do Botafogo. Mais uma eternizada na história de um clube que, mesmo diante de tantas dificuldades, sabe como poucos, o que é ter um grande ídolo. À moda antiga. Em preto e branco.



MaisRecentes

O cara do título



Continue Lendo

Quem será o campeão?



Continue Lendo

A diferença entre Corinthians e Flamengo



Continue Lendo