O Botafogo precisava mais de Autuori do que Autuori do Botafogo



O projeto de fazer do Botafogo uma empresa estável e confiável para atrair investidores sofreu um baque com a saída de Paulo Autuori. Pela experiência que tem, o conhecimento, a reconhecida capacidade de organização e gestão do futebol nos clubes por onde passou, e até por sua ligação com o alvinegro, Autuori poderia ser parte importante na implementação do Novo Botafogo. Não como técnico, mas como gerente de futebol ou outra função executiva qualquer.

O desempenho do Botafogo em mais essa passagem do treinador é de fato ruim. O time não se livra da Zona de Rebaixamento, as contratações de celebridades não se converteram em resultados dentro do campo. Tudo isso é verdade. Mas o rompimento da forma como aconteceu talvez pudesse ser evitado houvesse mais habilidade -ou vontade – do Comitê Executivo de Futebol de General Severiano. O Botafogo, na verdade, precisava mais de Autuori do que Autuori do Botafogo.

Pelo tom do tal comunicado em que o treinador diz ter anunciado sua saída aos jogadores, antes mesmo da oficialização pela diretoria,  a derrota para o Bahia, nesta quarta-feira, não foi o único ou o mais forte motivo do final infeliz. Que Bruno Lazaroni e Tulio Lustosa consigam dar a volta por cima!



MaisRecentes

Caso Robinho foi um erro esportivo, tanto quanto um desastre moral



Continue Lendo

Vídeo coluna: “Corinthians e Santos fazem caminhadas opostas”



Continue Lendo

Coluna de domingo: “Terá o Cuiabá o mesmo destino de Cruzeiro e Galo?”



Continue Lendo