O cansaço é físico no futebol? - Blog do Capretz

O cansaço é físico no futebol?



Ainda nem chegamos no meio da temporada. Não temos nem três meses de jogos oficiais aqui no Brasil. E o velho discurso de cansaço, desgaste físico e excesso de jogos permeia as entrevistas de muitos técnicos e jogadores.
Primeiro existe uma crença no inconsciente coletivo do futebol brasileiro de que jogar duas vezes por semana cansa. Quebrar crença é algo dificílimo em qualquer setor. Todo gatilho vai reforçar o que se pensa: se o time perde é porque está cansado; se um atacante desperdiça um gol feito é porque faltou perna; se um zagueiro chega atrasado no lance é por conta da sequência de jogos. Enfim, o viés físico toma conta das explicações. Se esquece que o jogo é complexo, sistêmico e integrado.
A vertente física é uma das esferas do jogo. Mas ela não se sobressai a técnica, a tática, ao psicológico, cognitivo, etc. É tudo junto. Ao mesmo tempo.
Tudo já começa pelo treino. Jogadores mais fortes e resistentes fisicamente vão jogar um futebol de mais qualidade? Tenho minhas dúvidas…Correr em volta do campo ou saltar na areia fará os jogadores implementar melhor as ideias de jogo da comissão técnica? Creio que não.
O jogo tem mais qualidade quando os jogadores respondem coletiva e ordenadamente melhor aos problemas que se apresentam nos quatro momentos (ataque, defesa, transição ofensiva e transição defensiva). E trazendo a parte física ele tem que ser um suporte a maneira de jogar. É diferente a preparação de uma equipe que joga com a manutenção da posse de bola, com passes curtos e apoios da preparação de um time que joga de maneira reativa, no contra-ataque e com bolas longas.
Fico incomodado quando se fala do jogo em apenas um aspecto. Não podemos esquecer que o futebol é multifatorial. Nunca há uma única explicação para uma vitória e para uma derrota. Só correr mais não vai te aproximar da vitória. Melhor do que correr bastante é correr certo, atingindo o objetivo do jogo, que é se sobressair ao adversário com o menor gasto de energia possível.
Falar que o time está cansado me parece pobre Soa como uma desculpa de que o treino e as ideias de jogo não estão sendo bem trabalhadas.



MaisRecentes

Não é coincidência o São Paulo não ganhar nada há tanto tempo



Continue Lendo

O Corinthians vencedor de Fábio Carille



Continue Lendo

Quer entender o Atlético-PR de Fernando Diniz?



Continue Lendo