Como vencer no futebol. - Blog do Capretz

Como vencer no futebol.



O sucesso no futebol, assim como em qualquer outra esfera de atividade humana, deixa pistas, deixa rastros. Existem padrões, comportamentos, atitudes e ações que comprovadamente já deram certo e que se replicadas podem levar a vitória. Não se trata de cópia. Até porque cada indivíduo é diferente do outro. Se falarmos em time, então, as especificidades e conjunto de relações tornam ainda mais única cada situação. Me refiro aqui a ver o que funciona. O que dá certo. E buscar meios para replicar isso.
Começo falando de ambiente e espírito de grupo. Sempre vai haver exceção, mas times campeões apresentam relações saudáveis entre seus membros. Não estou defendendo que todos dentro de um sistema de quarenta pessoas entre jogadores, comissão técnica e staff, sejam melhores amigos. Porém complementaridade de perfis e personalidades, comprometimento, metas comuns claras e bem definidas e um contexto de cooperação entre todos faz a vitória estar mais próxima. Técnico, executivo de futebol e presidente de clube tem que ‘falar a mesma língua’. Algo divergente entre eles e a chance de exito cai. Claramente foi o que aconteceu com o Santos neste reta final de Brasileirão.
Dentro de campo também há padrões de comportamentos individuais e coletivos que fazem um time estar mais próximo de cumprir a lógica do jogo, que é fazer mais gols que o seu adversário. Com o estudo tão avançado de hoje em dia, não é muito difícil reconhecer que a equipe que finaliza corretamente mais vezes tem mais chances de marcar. Ações ofensivas rápidas sem que haja muita disputa de bola, onde a defesa costuma se sobressair, também é vantajoso para marcar. E para defender quanto mais pressão for colocada no adversário em seu terço final menor a chance de ele marcar.
É claro que cada contexto, cada ambiente e principalmente cada característica de jogador potencializa um jeito de jogar e de treinar específico. Não existe certo no futebol. Não existe fórmula pronta. Até o conceito estético é bem relativo e depende do ponto de vista de cada um. Porém é dever de todos nós observar e tentar compreender quais são os elementos que levam uma equipe a vencer a outra.



MaisRecentes

Ganhou é bom, perdeu não presta?



Continue Lendo

Fábio Carille não é salvador da pátria



Continue Lendo

São Paulo sem perspectiva de vitória. E não por acaso



Continue Lendo