Robson vence como os EUA gostam



 

 

Um nocaute com 52 segundos. É tudo o que o público e os críticos de boxe nos Estados Unidos querem ver em um combate. São com vitórias como as de sexta-feira à noite, em San Juan, Porto Rico, que Robson Conceição vai criar um nome respeitável no principal mercado pugilístico do mundo.

Agressivo desde o soar do gongo, o campeão olímpico na Rio-2016 não deu chances ao mexicano Bernardo Uribe. Procurou o nocaute com sequências rápidas e bem aplicadas. Por fim, um golpe na cintura demoliu o adversário.

Não importa se o mexicano não era um rival de alto nível. Nem era para ser mesmo nesta fase da carreira do boxeador nacional. O legal é que Robson cumpriu muito bem seu papel, assim como fazem os grandes nomes do boxe internacional.

O que não poderia acontecer é ter ocorrido um duelo lento, desinteressante e arrastado.

Parabéns, Robson! Siga assim e tomara que a Top Rank, empresa de Bob Arum que cuida do medalha de ouro, o coloque logo em ação para que o ritmo seja mantido.



MaisRecentes

Lance!, muito obrigado!



Continue Lendo

Yamaguchi sobe no ranking do CMB. Esquiva cai



Continue Lendo

GGG x Canelo 2 tem de ser em um estádio



Continue Lendo